Com base na afirmação acima responda qual é a classificaçÃO da Paralisia Cerebral quanto ao TÔnus muscular e quanto ao movimento e explique os beneficios e implicaçÕes



Baixar 19.3 Kb.
Encontro16.06.2020
Tamanho19.3 Kb.

DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FÍSICA ADAPTADA

Professor Almir Teles da Silva


QUESTÕES NP1
1ª Questão: A Paralisia Cerebral é uma Deficiência Física Neurológica que afeta o tônus muscular e seu movimento, consequentemente o uso do corpo em especial nas suas relações sócio/educacionais.

Com base na afirmação acima responda qual é a CLASSIFICAÇÃO da Paralisia Cerebral quanto ao TÔNUS MUSCULAR e quanto ao MOVIMENTO e explique OS BENEFICIOS E IMPLICAÇÕES do melhor programa para crianças com idade entre zero a seis anos na área da Cultura Corporal de Movimento.
2ª Questão: Arqueólogos e historiadores vêm nos mostrando através de achados e escavações uma história da Educação Física Adaptada voltada a saúde.

Apresente qual a CIÊNCIA que predominava antes da Educação Física ter se transformado em uma atividade pedagógica e qual o PROFISSIONAL responsável em pesquisar, escrever, prescrever e ministrar aulas de Educação Física para P.N.E.E.
3ª Questão: A Educação Física Adaptada foi apresentada através de três enfoques: Recreação Terapêutica, Educação Física Especial e Educação Física Adaptada.

Tendo como base à afirmação acima responda o que precisamente DIFERENCIA a Educação Física Especial DA Educação Física Adaptada.
4º Questão: Romper com as velhas idéias.

“Durante séculos, o mundo tratou as crianças com deficiência como doentes que precisavam de atendimento médico, não de Educação. Essa perspectiva começou a mudar na década de 1950. Mas foi só nos anos de 1990 que as velhas ideias assistenciais foram suplantadas pela tese da inclusão. Procurava-se garantir o acesso de todos á educação. Documentos como a Declaração Mundial de Educação para todos, de 1990, e a Declaração de Salamanca, de 1994, são marcos desse movimento”. (NOVA ESCOLA edição especial inclusão, julho de 2009.)



Qual é o papel da escola e da disciplina educação física democrática e comprometida com a cidadania na perspectiva da educação inclusiva, quando refletimos sobre a formação do educando?
5º Questão: As políticas de inclusão têm enfrentado várias dificuldades de ordem epistemológica ou mesmo prática quando pretendem tratar de modo generalizante e indiferenciado as inúmeras identidades culturais e diferentes demandas oriundas da escolarização das pessoas com necessidades especiais. Sobre esse aspecto, o que podemos considerar na relação sociedade deficiência?
6º Questão: A Educação Física Adaptada é apresentada por diversos autores e engloba uma importante modificação em relação a definição da Associação Americana para Saúde, Educação Física, Recreação e Dança- AAHPERD (1952). Segundo Seman e De Pauw, a AAHPERD é caracterizada como um programa de atividades desenvolvimentistas diversificadas (jogos, esportes e ritmos) adequadas aos interesses, capacidades e limitações de estudantes em condição de deficiência, que não podem se engajar na participação irrestrita com segurança e sucesso em atividades de programas de Educação em geral. Quando discutimos em sala de aula a construção do processo de atendimento da Pessoa com Deficiência pela área de Educação Física nas primeiras aulas do ano tornou-se necessário um posicionamento em relação aos termos atribuídos e programas a serem construídos para um melhor atendimento como Educação Física Corretiva, Educação Física Especial e Educação Física Adaptada. Tendo como base a introdução acima explique o significado do termo Educação Física Adaptada.
7ª Questão: De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais, terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental, qual a atitude que o professor de Educação Física deve tomar quando em suas aulas identifica alunos com necessidades especiais?

8ª Questão: Ao longo do tempo, fomos acostumados a associar a prática da Educação Física e do Esporte aos conceitos de performance, rendimentos, recordes. Fomos treinados para buscar resultados: “o mais forte”, “o mais rápido”, “o mais habilidoso”, “o melhor”! Embora este seja um modo para o entendimento da Educação Física e do Esporte, ele não é o único. Podemos pensar a prática da atividade física pelo seu aspecto estético, simbólico, desafiador, social. Historicamente, a origem da participação de pessoas que apresentam diferentes e peculiares condições para a prática das atividades físicas ocorreu em que tipos de programas.Explique:


9ª Questão: Muitas têm sido as definições utilizadas para definir deficiência física, estas definições têm se alterado de acordo com o enfoque que se queira dar: filosófico, sociológico ou fisiológico. Do ponto de vista prático, qual é a definição de Deficiência Física:
10ª Questão: O traumatismo raquimedular é caracterizado por um trauma na coluna vertebral, tumores ou má formação, atingindo a medula espinhal. Este trauma pode ser de forma parcial, quando apenas parte da medula é lesada,ou total, quando há uma lesão transversal da medula.Explique porque esse trauma pode causar lesão completa e lesão incompleta e classifique a lesão medular.
11ª Questão: A poliomielite uma doença aguda, provocada por um vírus (poliovírus). Este vírus ataca a substancia cinzenta da medula, destruindo as células motoras. Ele se aloja no corno anterior da medula deixando como sequelas paralisia nas áreas motoras. Tendo como base a definição de poliomielite explique o que diferencia o lesado de pólio do lesado medular.
12ª Questão: Do ponto de vista prático Deficiência física é toda e qualquer alteração no cérebro ou medula que afeta o uso do corpo em especial o sistema osteomuscular, ossos, músculos, articulações, levando o individuo a uma limitação ou dificuldade no desenvolvimento de alguma tarefa motora. A paralisia cerebral que é definida como uma deficiência neurológica que apresenta “ uma desordem do movimento e da postura devido a um defeito ou lesão do cérebro imaturo” (Bax, 1964). De acordo com BOBATH (1984) a paralisia cerebral é de caráter não progressivo e provoca debilitação variável na coordenação de movimentos, resultando na incapacidade da criança em manter posturas e realizar movimentos normais. Acerca das definições acima explique como você profissional de Educação Física identificaria um aluno que apresenta topograficamente uma dupla hemiplegia (FAÇA O DESENHO) e descreva a cultura corporal de movimento que permite alcançar os objetivos com a pessoa que apresenta a tonicidade e movimento na situação em apreço.
13ª Questão: Carlos é uma criança com lesão medular localizada na 1ª lombar. Ele tem 11 anos de idade, cor negra, seus pais possuem excelentes condições socioeconômicas, e estão preparados para ajudá-lo no que for necessário. Carlos é bastante esforçado, e apesar da fatalidade, uma bala que atravessou transversalmente suas costas, ele está agora, dois anos mais tarde, em excelentes condições psicológicas. Ele perdeu a sensibilidade e a motricidade de seu membro inferior esquerdo. O direito, embora também afetado, foi menos prejudicado. Ele pode agora, com a ajuda de muletas e quando mais cançado, com a ajuda de cadeira de rodas, realizar com certa facilidade suas tarefas do dia-a-dia. O serviço de fisioterapia do hospital aconselhou a família deste menino que procurasse agora um bem professor de Educação Física e que estivesse adaptado aos problemas da Educação Especial, pois era importante que ele se movimentasse mais, e o jogo e a ginástica seriam importantes coadjuvantes de sua total reabilitação. Você foi o escolhido por essa família, que espera muito de você. Tendo como base a história acima apresente as preocupações que você deve ter com as funções autônomas de Carlos que podem sofrer alterações durante a atividade física.
14ª Questão: A história das amputações é quase tão antiga quanto a história da humanidade. As primeiras amputações são atribuídas a Hipócrates (século v a.C.) e foram indicadas para os casos de gangrena. Apresente as causas da deficiência física amputação e as implicações na montagem e participação em programas de Educação Física.
15ª Questão: Conceitue AVC ( Acidente vascular cerebral), apresente as características principais e as implicações no programa de atividade física.
BIBLIOGRAFIA BÁSICA:

1-Gorgatti, M.G.; Costa, R.F. Atividade física adaptada – qualidade de vida para pessoa com necessidades especiais. São Paulo, Manole, 2008.



2-Teixeira, L. Atividade física adaptada e saúde. São Paulo, Phorte editora, 2008

Compartilhe com seus amigos:


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal