Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo



Baixar 2.9 Mb.
Página83/563
Encontro08.10.2019
Tamanho2.9 Mb.
1   ...   79   80   81   82   83   84   85   86   ...   563
A oligarquia chega à Presidência

Demorou mais de vinte anos, desde a divulgação do Manifesto do Partido Republicano Paulista, em 1873, para que a elite agrária conseguisse assumir o governo federal. Isto se deu através do grupo paulista, que na época era responsável pela produção de café, principal produto de exportação do país.

A candidatura de um civil paulista foi acertada durante as revoltas da Armada e Federalista. O escolhido foi Prudente de Morais, para um pleito em que não houve adversários.

Com a eleição de Prudente de Morais, ascendia ao poder o ideal de uma república civil e liberal, em parte já garantida pela Constituição. No entanto, era preciso desmobilizar a população armada e desmilitarizar os cargos públicos e chefias de estados, além de conquistar o apoio dos oficiais do Exército e da Armada. Também coube à gestão de Prudente de Morais negociar o fim dos conflitos entre federalistas e castilhistas, no sul do país, o que exigiu de seu governo habilidade política para alcançar a paz e, ao mesmo tempo, neutralizar os oficiais florianistas.

A mudança de posicionamento do governo federal em relação à jovem oficialidade e, principalmente, aos jacobinistas dos batalhões patrióticos gerou a principal resistência ao mandato de Prudente de Morais. Entre 1895 e 1897, comícios e protestos nas ruas com grande adesão popular eram frequentes, principalmente na cidade do Rio de Janeiro. Sem o marechal Floriano Peixoto à frente do governo, os jacobinistas se posicionavam contra o mandato civil e a política antimilitar em curso. Ampliando o discurso crítico, protestavam também contra a alta do custo de vida e, num tom claramente nacionalista, recriminavam abertamente os portugueses que controlavam o pequeno comércio e as propriedades alugadas para classes populares.

Os ânimos da população se acirraram ainda mais em março de 1897, com a chegada da notícia ao Rio de Janeiro da terceira derrota das tropas do Exército contra o arraial de Canudos, no sertão da Bahia, e a morte do comandante das tropas, Moreira César (veremos os eventos em torno deste acontecimento no próximo capítulo). Para os moradores da capital federal, informados por órgãos elitistas e preconceituosos da imprensa, o arraial e seus moradores eram uma resistência monarquista que deveria ser destruída.

A perda de um líder militar florianista e o receio do retorno da monarquia motivaram os jacobinistas a armarem um atentado contra o presidente, que, como vimos, saiu ileso. A partir de então, a perseguição àqueles militares patrióticos intensificou-se, ajudando a diminuir a mobilização popular.

62

Após ter patrocinado a destruição do arraial e atuado para desmobilizar a força política que vinha das ruas, Prudente de Morais viabilizou sua sucessão, com a eleição de Campos Sales, que seria responsável pela consolidação da República oligárquica. Com Campos Sales, cujo mandato durou de 1898 a 1902, foram implantados mecanismos que fortaleciam o poder dos governadores e das lideranças políticas municipais e distritais, os já citados coronéis. Estes, mais próximos do dia a dia das comunidades, estavam diretamente ligados ao controle dos votos nas eleições.




Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 2 Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   79   80   81   82   83   84   85   86   ...   563


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal