Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo



Baixar 2.9 Mb.
Página517/563
Encontro08.10.2019
Tamanho2.9 Mb.
1   ...   513   514   515   516   517   518   519   520   ...   563
Articule passado e presente

9 a) e b) O relatório final da Comissão Nacional da Verdade aponta 377 pessoas como responsáveis (direta ou indiretamente) pela prática de tortura e assassinatos durante a ditadura militar. A CNV também divulgou dados a respeito de mortos e desaparecidos civis durante a ditadura: 434, sendo 210 desaparecidos e 191 mortos; somente 33 corpos foram localizados. Vale destacar que a CNV não tem o direito de julgar ou punir, mas só de investigar. Até 2016, os julgamentos e as punições aos culpados por crimes de violação de direitos humanos durante a ditadura não haviam sido realizados. Segundo reportagem divulgada na internet, "A CNV afirma no relatório que, devido à falta de documentos, relatos ou testemunhas, há nomes 'conhecidos' não incluídos na lista porque não foi possível comprovar a participação deles em violações de direitos humanos. O relatório faz recomendações ao governo, entre as quais a de que os apontados como responsáveis de cometer crimes contra a humanidade respondam na Justiça e a do reconhecimento pelas Forças Armadas da sua responsabilidade pelas violações de direitos humanos. [...] Ao todo, a comissão recomenda a adoção de 29 medidas com o intuito de "prevenir graves violações de direitos humanos, assegurar sua não repetição e promover o aprofundamento do Estado democrático de direito". SALOMÃO, Lucas. Comissão da Verdade responsabiliza 377 por crimes durante a ditadura. G1, 10 dez. 2014. Disponível em: http://g1.globo.com/politica/noticia/2014/12/comissao-da-verdade-responsabiliza-377-por-crimes-durante-ditadura.html. Acesso em: 22 abr. 2016.

Ao solicitar a redação da carta, converse com os alunos sobre esse gênero textual, destacando que é necessário inserir local e data, definir a quem se escreve, desenvolver o texto e, ao final, inserir a despedida e a assinatura. A escrita de uma carta pode ser um procedimento bastante interessante para aproximar os jovens da história da ditadura no Brasil e fazer com que eles reflitam sobre como a sociedade de hoje lida com essa memória, com essa herança.

FONTE: Alcyr Cavalcanti/Agência O Globo


Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 2 Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   513   514   515   516   517   518   519   520   ...   563


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal