Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo


O governo de Vladimir Lenin (1917-1924)



Baixar 2.9 Mb.
Página51/563
Encontro08.10.2019
Tamanho2.9 Mb.
1   ...   47   48   49   50   51   52   53   54   ...   563
O governo de Vladimir Lenin (1917-1924)

De início, o novo governo nacionalizou as indústrias e os bancos estrangeiros, redistribuiu as terras no campo e firmou um armistício com a Alemanha, o Tratado de Brest-Litovski. Para sair do conflito, a Rússia teve de abrir mão de alguns territórios (Estônia, Letônia, Lituânia, Finlândia, Ucrânia e Polônia).

Glossário:

armistício: acordo firmado entre participantes de um conflito armado para cessar a disputa.

Fim do glossário.

As mudanças nas estruturas tradicionais de poder, entretanto, ativaram a oposição dos mencheviques e czaristas (que passaram a ser chamados de russos brancos). Com o apoio das potências aliadas, que receavam a propagação da revolução socialista pelo mundo, as duas facções mergulharam o país numa sangrenta guerra civil, que só terminou em 1921, com a vitória da Guarda Vermelha, organizada e comandada por Trotski.

Durante a guerra civil, o governo de Lenin adotou como política econômica o "comunismo de guerra", caracterizado pela centralização da produção e pela eliminação da economia de mercado, típica do capitalismo. Seu objetivo era conseguir recursos para enfrentar o cerco internacional e a guerra contra os russos brancos e seus aliados europeus. O confisco da produção agrícola pelo Estado e as requisições forçadas fizeram desaparecer os procedimentos de compra e venda de produtos, tornando desnecessário até o uso de moeda.

Em 1921, apesar da vitória bolchevique sobre os russos brancos e aliados, surgiram sérias crises de abastecimento, além de revoltas camponesas provocadas pelo confisco da produção agrícola. Para evitar o colapso

LEGENDA: As sucessivas derrotas russas na Primeira Guerra Mundial aceleraram a decomposição do governo liberal menchevique. Nesta foto de 1925, Trotski discursa para tropas da Guarda Vermelha.

FONTE: Underwood&Underwood/Corbis/Latinstock

39

total da economia após a guerra civil, Lenin instituiu a Nova Política Econômica (NEP), que combinava princípios socialistas com elementos capitalistas, estimulando a pequena manufatura privada, o pequeno comércio e a venda livre de produtos pelos camponeses nos mercados. Pretendia, dessa forma, motivar a produção e garantir o abastecimento.

Lenin justificava a inserção de componentes capitalistas na economia russa sob a alegação de que eram necessários para fortalecê-la e, desse modo, possibilitar a instauração do regime socialista. Na justificativa de Lenin, era "dar um passo atrás para dar dois passos à frente". A NEP durou até 1928 e permitiu a recuperação parcial da economia soviética, reativando setores fundamentais, como a indústria, a agricultura e o comércio.

Em contraste com a relativa liberalização econômica, consolidou-se o centralismo do governo em regime de partido único, o Partido Comunista Russo, como passara a se chamar o partido bolchevique a partir de 1918. Cinco anos depois, em 1923, foi elaborada uma Constituição que instituía a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), mais conhecida por União Soviética. Esse foi o resultado de um acordo de união das diferentes regiões do antigo Império Russo, convertidas em repúblicas federativas e socialistas. Com a mudança do nome do país, em 1925 o ex-partido bolchevique passou a se chamar Partido Comunista da União Soviética (PCUS).

Com a morte de Lenin, em 1924, o poder soviético foi disputado por Leon Trotski, chefe do Exército, e Josef Stalin (1878-1953), secretário-geral do Partido Comunista. Trotski defendia a revolução permanente, difundindo o socialismo pelo mundo. Stalin pregava a consolidação interna da revolução, a estruturação de um Estado forte e a implantação do "socialismo em um só país". Na disputa, Stalin saiu vitorioso e, nos anos seguintes, marginalizou Trotski e seus seguidores até eliminá-los.

LEGENDA: Vladimir Ilitch Lenin comandou a Revolução Bolchevique e foi o primeiro presidente da Rússia socialista. Foto sem data.

FONTE: Bettmann/Corbis/Latinstock


Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 2 Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   47   48   49   50   51   52   53   54   ...   563


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal