Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo



Baixar 2.9 Mb.
Página37/563
Encontro08.10.2019
Tamanho2.9 Mb.
1   ...   33   34   35   36   37   38   39   40   ...   563
Pratique

5. Leia o trecho a seguir.

Temos como certo que a guerra moderna envolve todos os cidadãos e mobiliza a maioria; é travada com armamentos que exigem um desvio de toda a economia para a sua produção, e são usados em quantidades inimagináveis; produz indizível destruição e domina e transforma absolutamente a vida dos países nela envolvidos. Contudo, todos esses fenômenos pertencem apenas às guerras do século XX. Na verdade, houve guerras tragicamente destrutivas antes, e mesmo guerras que anteciparam os esforços totais da guerra moderna, como na França durante a Revolução. Até hoje, a Guerra Civil de 1861-5 continua sendo o conflito mais sangrento da história dos EUA: matou tantos homens quanto todas as guerras posteriores do país juntas, incluindo as duas mundiais, a da Coreia e a do Vietnã. Apesar disso, antes do século XX, guerras envolvendo toda a sociedade eram excepcionais. [...].

O monstro da guerra total do século XX não nasceu já do seu tamanho. Contudo, de 1914 em diante, as guerras foram inquestionavelmente guerras de massa. Mesmo na Primeira Guerra Mundial, a Grã-Bretanha mobilizou 12,5% de seus homens para as Forças Armadas, a Alemanha 15,4%, e a França quase 17%. [...]

Podemos observar de passagem que um tal nível de mobilização de massa, durante anos, não pode ser mantido, a não ser por uma economia industrializada de alta produtividade e - ou alternativamente - em grande parte nas mãos de setores não combatentes da população. As economias agrárias tradicionais não podem em geral mobilizar uma proporção tão grande de sua força de trabalho, a não ser sazonalmente, pelo menos na zona temperada, pois há momentos no ano agrícola em que todos os braços são necessários (por exemplo, para a colheita). Mesmo em sociedades industriais, uma tão grande mobilização de mão de obra impõe enormes tensões à força de trabalho, motivo pelo qual as guerras de massa fortaleceram o poder do trabalhismo organizado e produziram uma revolução no emprego de mulheres fora do lar: temporariamente na Primeira Guerra Mundial, permanentemente na Segunda.

Também neste caso, as guerras do século XX foram guerras de massa, no sentido de que usaram, e destruíram, quantidades até então inconcebíveis de produtos durante a luta. [...]

Mas a produção também exigia organização e administração - mesmo sendo seu objetivo a destruição racionalizada de vidas humanas de maneira mais eficiente, como nos campos de extermínio alemães. Falando em termos mais gerais, a guerra total era o maior empreendimento até então conhecido do homem, e tinha de ser conscientemente organizado e administrado.

HOBSBAWM, Eric. Era dos extremos: o breve século XX (1914-1991). São Paulo: Companhia das Letras, 1995. p. 51-52.

Agora, faça o que se pede.

a) A Primeira Guerra Mundial foi a primeira "guerra total" da História. Em que aspecto ela se diferenciou das guerras anteriores?

b) Basta uma guerra produzir muitos mortos e envolver muitos países para que ela seja classificada como uma "guerra total"?

c) Por que a "guerra total" é característica das sociedades altamente industrializadas?

29

d) Se a "guerra total" consome uma quantidade inimaginável de recursos e produz um número imenso de mortes e mutilados, a quem ela interessa? Justifique a sua resposta.



6. Observe a imagem a seguir. Depois, resolva a atividade proposta.

LEGENDA: Litografia produzida na França entre 1914 e 1918 na qual se lê: "Os alsacianos e lorenos são franceses!"

FONTE: J. Cussac/Biblioteca do Congresso, Washington, Estados Unidos

a) Qual era a situação das regiões da Alsácia-Lorena no período em que a gravura foi publicada?

b) Quais atrativos possuía a Alsácia-Lorena que justificassem as disputas por seus territórios? Pesquise em enciclopédias, livros ou sites.

c) Na gravura, a Alsácia-Lorena é corporificada como uma mulher. Descreva-a, atentando para suas vestimentas, expressão facial, atitude e postura corporal.

d) A gravura dá alguma pista do que ocasionou o aprisionamento da Alsácia-Lorena? Explique.

e) Observe o mapa a seguir no qual estão identificados os dialetos falados na região da Alsácia-Lorena no século XIX. Com base nele, podemos afirmar que os habitantes da região apresentavam identidade inquestionavelmente francesa? Por quê?




Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 2 Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   33   34   35   36   37   38   39   40   ...   563


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal