Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo



Baixar 2.9 Mb.
Página318/563
Encontro08.10.2019
Tamanho2.9 Mb.
1   ...   314   315   316   317   318   319   320   321   ...   563
Armas de destruição em massa

Os acordos internacionais contra o uso de armas químicas e o repúdio da maioria dos países contra este tipo de armamento relaciona-se a dois fatores. Em primeiro lugar, essas armas provocam mortes desumanas e degradantes, infligindo diversos tipos de reações que podem variar desde morte por asfixia em alguns minutos até doenças cancerígenas e congênitas, herdadas pelos filhos das pessoas afetadas pelos produtos químicos.

Além das questões que interferem diretamente na vida comum, existe também uma razão política para a condenação desses tipos de armas de destruição em massa: qualquer país é capaz de desenvolver, produzir e utilizar armas químicas ou biológicas segundo seus próprios interesses e vontades. Assim, no âmbito político, grandes potências perderiam o controle e a noção do poder de destruição que a posse dessas armas representa.

249

A questão se torna ainda mais emblemática ao pensar que o desenvolvimento de armas químicas não depende exclusivamente da ação militar coordenada, mas está mergulhada no próprio desenvolvimento da ciência. O mesmo cientista alemão, Fritz Haber, que criou um meio para espalhar o gás cloro, em 1915, sobre a trincheira inimiga, recebeu, em 1918, o Prêmio Nobel de Química, por ter obtido a síntese da amônia, o que possibilitaria a criação dos fertilizantes químicos. O prêmio foi entregue sob protestos da comunidade científica, mas evidenciava que a criação de inseticidas, herbicidas e outros produtos para o controle de pragas, como insetos, fungos e ervas daninhas, estava intimamente ligada às armas que poderiam matar também seres humanos.

LEGENDA: Pelotão enfrenta uma nuvem de gás lacrimejante em treinamento militar. Os mesmos soldados ainda foram submetidos a outros quatro gases utilizados na Segunda Guerra Mundial: fosgênio, cloropicrina, mostarda e lewisita. Nova Jersey, foto da década de 1940.

FONTE: Bettmann/Getty Images

Boxe complementar:

Atividades

Com a ajuda do(a) professor(a) de Química, faça uma lista das armas químicas e biológicas que foram utilizadas em conflitos militares do século XX. Depois, organize um grupo de trabalho com cinco ou seis integrantes para realizar duas pesquisas, segundo as orientações abaixo.



1. Para a primeira pesquisa, procure em sites e livros dados sobre agentes químicos e biológicos utilizados em contextos de guerra ou conflito civil.


Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 2 Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   314   315   316   317   318   319   320   321   ...   563


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal