Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo



Baixar 0.76 Mb.
Página299/563
Encontro08.10.2019
Tamanho0.76 Mb.
1   ...   295   296   297   298   299   300   301   302   ...   563
Muralhas

Quando os chineses iniciaram a Grande Muralha, em 214 a.C., e Adriano contratou seu sistema defensivo no norte da Inglaterra, 300 anos depois, eles estavam reagindo precisamente ao mesmo instinto que está movendo a política norte-americana agora - manter distantes os bárbaros hostis. O Escudo de Defesa Antimísseis é, em termos militares, uma muralha, embora excepcionalmente complexa.

Mas as muralhas têm o hábito de ser vencidas ou contornadas, como qualquer historiador da Linha Maginot poderia confirmar, e esta muralha pode ser evitada com bombas nucleares de baixa potência em maletas ou por alguém numa lancha, disparando em volta da Ilha de Manhattan. Portanto, defesa não é, evidentemente, a história toda, e entre as razões que motivaram Bush é preciso lembrar que sua muralha vai custar entre US$ 60 bilhões e US$ 100 bilhões, a maior parte deles gasta com as indústrias de defesa.

PORTER, Henry. Falando com as paredes: ao querer afastar os "bárbaros", os EUA se isolam do mundo. The Observer. Carta Capital. Ano VII, n. 147, 23 maio 2001. p. 40.

Glossário:

Linha Maginot: linha de fortificações na fronteira francesa da Suíça até a Bélgica, visando defender-se da Alemanha. Construída nos anos 1930 e idealizada pelo político André Maginot, de nada serviu para conter o avanço nazista.

Fim do glossário.

LEGENDA: Na foto, as torres gêmeas do World Trade Center atingidas por dois aviões pilotados por terroristas islâmicos em 11 de setembro de 2001.

FONTE: Getty Images/www.gettyimages.com



238

Considerado grande inimigo dos Estados Unidos, o Iraque, governado por Saddam Hussein, detinha em 2003 a segunda maior reserva petrolífera em exploração do mundo. Diante dos ataques iminentes dos estadunidenses, o preço do petróleo disparou.

Em março de 2003, sem o apoio da comunidade internacional e do Conselho de Segurança da ONU, mas com o auxílio de forças britânicas, os Estados Unidos deram início à invasão do Iraque. O uso de armamentos sofisticados e de tecnologias de última geração provocou muitas mortes e destruição em larga escala.

Boxe complementar:




Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 2 Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   295   296   297   298   299   300   301   302   ...   563


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal