Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo



Baixar 2.9 Mb.
Página233/563
Encontro08.10.2019
Tamanho2.9 Mb.
1   ...   229   230   231   232   233   234   235   236   ...   563
175

Vivendo naquele tempo

Boxe complementar:



A nova classe média estadunidense

As transformações econômicas e sociais no pós-guerra mudaram significativamente a estrutura social dos países capitalistas, especialmente a dos Estados Unidos, cujo crescimento econômico foi favorecido pela Segunda Guerra Mundial.

O desenvolvimento das cidades e a multiplicação dos polos industriais, dos setores de produção de energia e de beneficiamento de alimentos alteraram significativamente as relações de trabalho que existiam até então. A taxa de empregos nos setores administrativos e de serviços aumentou, com a ampliação de possibilidades de trabalho para cuidar de papéis, dinheiro ou pessoas.

Essas mudanças, além de ampliarem os setores médios urbanos, transformaram suas práticas sociais, seus valores e seu cotidiano. De um lado, eles se diferenciavam dos trabalhadores que viviam da produção direta de mercadorias; de outro, não eram parte das elites industrial e financeira. Ao contrário dos antigos setores médios, a vida da nova classe média era regida pela lógica do trabalho, pelas possibilidades de ascensão econômica e, principalmente, pelas regras de etiqueta social.

A classe média que surgiu em meados do século XX trabalhava em bancos, lojas de departamento, empresas de publicidade e de turismo, nos serviços hospitalares e de saúde, nos setores educacional e cultural, na administração de portos, rodovias, sistemas de transporte urbano, etc. Em geral, eram empregados de grandes corporações, seguiam estruturas hierárquicas reconhecidas e aceitas, com padrões de comportamento que definiam salários, promoções e dispensas.

As roupas, o modo de vida doméstica, a organização da família, as ideias políticas, as práticas religiosas, tudo era observado e avaliado por todos. Costumes ou valores incomuns eram censurados e vistos como fracasso, enquanto os indivíduos de sucesso eram os que seguiam o rumo identificado como correto e válido da ascensão social.

Wright Mills (1916-1962), um importante sociólogo norte-americano, caracterizou essa nova classe média usando a expressão "colarinho branco", em virtude do uso cotidiano do paletó e gravata, que a distinguia dos trabalhadores de macacão. Segundo ele:

O homem de colarinho branco do século vinte nunca foi independente como o fazendeiro costumava ser, nem tão esperançoso de uma grande chance como o antigo homem de negócios. Ele é sempre o homem de alguém, da corporação, do governo, do exército, e ele é visto como o homem que não cresce. O declínio do empreendedor livre e o crescimento do empregado dependente no cenário americano ocorreram em paralelo com o declínio do indivíduo independente e o crescimento do pequeno homem no imaginário de seu povo. Em um mundo povoado por forças grandes e feias, o homem do colarinho branco é prontamente identificado como possuidor de todas as supostas virtudes da pequena criatura. Ele pode estar na parte de baixo do mundo social, mas ele é, ao mesmo tempo, grato por ser de classe média.

MILLS, Wright. A nova classe média. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1969. p. 32.

LEGENDA: Nesse anúncio publicitário dos anos 1950 vemos a imagem de uma família de classe média norte-americana tradicional. Marido, esposa e crianças saem contentes da igreja no domingo, de acordo com os ideais da época. No cartaz, lê-se: "Construam uma vida mais sólida e rica... Rezem juntos todas as semanas".

FONTE: Hulton Archive/Getty Images

Fim do complemento.




Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 2 Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   229   230   231   232   233   234   235   236   ...   563


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal