Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo


O Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP)



Baixar 2.9 Mb.
Página182/563
Encontro08.10.2019
Tamanho2.9 Mb.
1   ...   178   179   180   181   182   183   184   185   ...   563
O Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP)

Getúlio Vargas preocupou-se com a propaganda oficial do governo desde sua chegada ao poder no Governo Provisório. Em 1931, Vargas criou o Departamento Oficial de Publicidade e, em 1934, o Departamento de Propaganda e Difusão Cultural. O objetivo desses órgãos era divulgar uma imagem positiva do governo.

Já durante a ditadura, em 1938, o órgão da propaganda transformou-se no Departamento Nacional de Propaganda (DNP) e no ano seguinte no Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP). Além de insistir numa imagem positiva do governo, o DIP também garantia o apoio da opinião pública e censurava os meios de comunicação (emissoras de rádio, jornais, livros, cinema) que fizessem oposição ao governo.

Em 1938, o governo lançou o programa Hora do Brasil, veiculado pela Rádio Nacional, emissora de propriedade do Estado brasileiro. Durante uma hora, eram divulgadas notícias positivas do governo, intercaladas com música brasileira. O programa existe até hoje, renomeado como A voz do Brasil.

A propaganda governamental e o culto à personalidade de Vargas eram feitos também por meio da imprensa, do cinema e de manifestações públicas organizadas em dias comemorativos, como o Primeiro de Maio - data que homenageia os trabalhadores. Nessas cerimônias, era proibida a utilização de bandeiras, hinos e outros símbolos estaduais. Somente os emblemas nacionais eram permitidos, a fim de reforçar a unidade do país e evitar manifestações federalistas.

Novos símbolos foram criados para reforçar a identidade do povo brasileiro, que passou a ser caracterizado pela mestiçagem. Foram valorizados elementos da cultura popular, como o samba, exaltado como o mais brasileiro dos ritmos, e também a capoeira, reconhecida como esporte nacional. Foram instituídas ainda datas cívicas, como o Dia da Raça (4 de setembro), e difundido o culto à Nossa Senhora da Conceição Aparecida, santa mestiça e padroeira do Brasil.




Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 2 Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Cláudio Vicentino Bruno Vicentino Olhares da História Brasil e mundo
OLHARES%20DA%20HISTÓRIA%20BRASIL%20E%20MUNDO%201%20AO%203º%20ANO%20-%20EDITORA%20SCIPIONE -> Olhares da História 1 Brasil e mundo Manual do Professor Cláudio Vicentino


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   178   179   180   181   182   183   184   185   ...   563


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal