Cedoc em movimento



Baixar 14.24 Kb.
Página1/5
Encontro13.12.2019
Tamanho14.24 Kb.
  1   2   3   4   5

CEDOC em movimento” REALIZA 1ª EXPEDIÇÃO NA PRAÇA CENTRAL
Praça Central de Santa Bárbara d´Oeste recebe mais de 40 fotógrafos na 1ª expedição do projeto CEDOC em Movimento.
Com mais 40 participantes, o primeiro roteiro do projeto CEDOC em Movimento foi a Igreja Matriz Santa Bárbara, em 21 de outubro, marco inicial da história da cidade. O projeto CEDOC em Movimento é mais uma iniciativa do Centro de Documentação Histórica da Fundação Romi para firmar-se como um espaço de educação não-formal, disponibilizando informações sobre seus acervos, fomentando pesquisas e o contato com outros universos culturais. “É desta forma que a instituição dedica-se ao passado, desempenhando papel fundamental no reconhecimento e na construção da identidade municipal”, pontua a Coordenadora do CEDOC, Sandra E. de Souza Barboza.
Patrocinado pela Caixa Econômica Federal através do Programa de Apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro, a primeira expedição mostrou aos participantes, no espaço expositivo do CEDOC, documentos e informações acerca da fundação do município. Um resumo sobre Margarida da Graça Martins e curiosidades dos pontos históricos encontrados na Praça Central também foram pautados. Já em campo, os expedicionários puderam conhecer e visitar detalhes ricos da história local, como o memorial de Dona Margarida, que guarda seus restos mortais, o busto do Cel Luiz Alves, que dá nome à praça, e a arquitetura da Matriz Santa Bárbara.
Carolina Penatti e o Diácono Silvio Plotegher oportunizaram aos participantes uma visita técnica pelo espaço da igreja. Relataram a origem dos vitrais, a conservação dos pisos originais, a guarda do sino de 1930, a relíquia sacra de Bárbara e – para deleite de todos – a intrigante história de que, sob as fundações da matriz foi identificado um antigo cemitério.
A 2ª expedição, programada para o dia 25 de novembro, já está com todas as vagas preenchidas. “A segunda expedição abordará a história da produção canavieira. Para esse roteiro iremos pautar a presença da cana-de-açúcar em Santa Bárbara d’Oeste, o quê lhe valeu o título de “Pérola Açucareira” e conhecer a história da Usina Santa Bárbara.”
Sandra pondera que este projeto é uma grande ação de Educação Patrimonial, capaz de estimular e estabelecer uma relação aproximativa entre os participantes e a história local, sobretudo, tendo em vista o bicentenário de Santa Bárbara d´Oeste. “As imagens captadas pelos fotógrafos irão compor uma exposição histórico-fotográfica em comemoração aos duzentos anos de fundação da cidade. Além de pontos de exibição na cidade, esta mostra também circulará por outros municípios da região”, conclui.



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal