Caso clínico para a obtenção de Certificação em Medicina do Estilo de Vida pelo



Baixar 47.75 Kb.
Página1/4
Encontro08.10.2019
Tamanho47.75 Kb.
  1   2   3   4

Caso clínico para a obtenção de Certificação em Medicina do Estilo de Vida pelo International Board of Lifestyle Medicine – Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida

Candidata: Daniela Salvador Alves CRM/SC: 8210


Trata-se de paciente D.B.V., masculino, 49 anos, branco, funcionário público, natural e procedente de Florianópolis

Primeira avaliação em 13 de janeiro de 2017, com o objetivo de controlar hipertensão arterial sistêmica (HAS), diabetes tipo 2 (DM), obesidade (OB), apneia obstrutiva do sono (AOS) e dislipidemia (DLP)

Nega internações clínicas

Duas internações cirúrgicas na infância – fimose e apendicectomia (ambas sem intercorrências)

Nega alergias

Nega tabagismo

Etilista ocasional (meia garrafa de vinho 2x na semana)

Nega uso de drogas ilícitas

Vida sexual ativa, sem queixas de disfunção erétil

Vacinação em dia

Nasceu de parto cesáreo, foi amamentado por 6 meses, teve algumas doenças próprias da infância (caxumba, catapora e sarampo), sem maiores intercorrências

Nega uso de medicação para doença crônica nesse momento, mas já prescrito anteriormente (por duas vezes) Glifage XR, Enalapril e AAS – paciente se recusou a usar as medicações ambas as vezes

Não faz avaliações médicas de rotina e os único exames laboratoriais que trouxe foram de 7 meses (junho 2016) atrás mostrando:

Glicemia 125

HbA1C 6.0%

Colesterol total 240

HDL 30

LDL 162 (calculado, provavelmente falso devido TG elevado)



Triglicerídeos 239

Relata dispneia aos grandes esforços, nega dor precordial ou palpitação

Sem queixas respiratórias

Esposa relata roncos e apneia do sono (paciente relata que acorda bem e não tem sonolência diurna)

Relata pirose ocasional, dispepsia e plenitude pós-prandial

Habito intestinal a cada 48 horas (fezes duras Bristol tipo 2)

Nega sintomas urinários

Nega dor ou limitações articulares

Sua queixa mais específica é o peso, atualmente em 106.5 kg – máximo em sua vida, relata efeito sanfona desde os 26 anos de idade

Tentou vários tipos de abordagem alimentares restritivas, com algum sucesso inicial, mas logo desistia das mudanças e voltava para os hábitos anteriores.

Nunca gostou de atividade física

Historia familiar de doença metabólica e insuficiência coronariana por parte de pai e de mãe

Nenhum familiar com morte súbita

Sem histórico de doença neoplásica na família

Filha de 16 anos sem queixas ou comorbidades

Está no segundo casamento, feliz, sem particularidades em sua vida pessoal

Funcionário público concursado, relata algum stress no trabalho, mas nada que o afete no dia-a-dia com a família ou com seus momentos de descanso




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal