Capítulo quinto Antigas e modernas visões do mundo Sumário


cujos bordos inferiores repousavam sobre a Terra e delimitavam os seus



Baixar 25.15 Kb.
Página6/23
Encontro17.03.2020
Tamanho25.15 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   23

cujos bordos inferiores repousavam sobre a Terra e delimitavam os seus

confins; vasta cúpula totalmente preenchida com o ar.

Sem noção alguma sobre o infinito do espaço, incapazes mesmo de o conceberem, as pessoas imaginavam essa abóbada constituída de uma matéria sólida, daí o nome de firmamento, que sobreviveu à crença, e que significa: firme, resistente (do latim firmamentum derivado de firmus, e do grego herma, hermatos, firme, sustentáculo, suporte, ponto de apoio).

4. As estrelas, das quais não podiam imaginar a natureza, eram simples pontos luminosos, maiores ou menores, presos na abóbada, como lâmpadas suspensas, dispostas numa superfície única e,

assim sendo, todas à mesma distância da Terra.

Embora atualmente tenhamos uma outra conceção, conservou- se o uso de antigas expressões; diz-se ainda, por exemplo: “a abóbada estrelada” e “sob a calote do céu”.

6. A ignorância completa acerca do conjunto do Universo e das leis que o regem, bem como da natureza, da constituição e da finalidade dos astros que, aliás, pareciam ser tão pequenos, comparados com a Terra, necessariamente fez com que esta fosse considerada como a coisa principal, o único objetivo da criação, e os astros como acessórios criados unicamente para os seus habitantes verem. Esse preconceito perpetuou-se até aos nossos dias, apesar das descobertas da Ciência que mudaram, para os habitantes da Terra, a visão do mundo. Quanta gente ainda acredita que as estrelas são ornamentos do céu para dar prazer aos olhos dos seus habitantes!




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   23


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal