Capa do catálogo catálogo: teses, dissertaçÕes e monografias natal 2012


TÍTULO: A OUSADIA COMO HORIZONTE, RELIGANDO VIDA E IDEIAS NA FORMAÇÃO EM ENFERMAGEM



Baixar 233.28 Kb.
Página4/24
Encontro09.02.2022
Tamanho233.28 Kb.
#21508
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   24
2011
TÍTULO: A OUSADIA COMO HORIZONTE, RELIGANDO VIDA E IDEIAS NA FORMAÇÃO EM ENFERMAGEM

AUTOR: Ana Karinne de Moura Saraiva

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Dissertação de Mestrado em Educação – 2011


Uma proposta de formação em saúde/enfermagem calcada na ciência clássica, no pensamento redutor e no paradigma flexneriano é insuficiente para compreender e intervir de forma ampliada nas necessidades de saúde da população, uma vez que é produzida pela fragmentação dos saberes, racionalização do pensamento, tecnificação e biologização das atitudes. É preciso que a formação em saúde/enfermagem oportunize a construção de conhecimentos a partir de uma ciência aberta que possibilite a construção e efetivação dos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS). Nesse contexto de emergência de uma formação complexa em saúde/enfermagem, as trajetórias de vida e formação das enfermeiras Abigail Moura, Francisca Valda e Raimunda Germano são exemplos de experiências transgressoras e exitosas que possibilitam inquietar, mudar e transformar padrões de formação e autoformação. O presente estudo é construído a partir da compreensão de “método como estratégia”, defendido por Morin e pelas ciências da complexidade.
TÍTULO: CASAL NACIONAL - SIGNIFICAÇÕES DO CORPO E DO FIGURINO NO TELEJORNALISMO

AUTOR: Agda Patrícia Pontes de Aquino

ORIENTADORA: Josimey Costa da Silva

Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais – 2011


O objetivo principal deste trabalho é investigar as significações do corpo e do figurino como componentes essenciais do discurso estético dos jornalistas de televisão, exemplificados através dos apresentadores do Jornal Nacional, da Rede Globo. Inspira-se nos caminhos propostos pela semiótica, aliados a outras técnicas de investigação científica, para identificar as relações de significado presentes nessa forma não-verbal de comunicação. Para tanto, o trabalho recorre ao conceito de comunicação proposto pelos autores da Escola de Palo Alto, mais especificamente a conceituação de Watzlawick et al. (2005), que a entende como relação inerente ao ser humano. Os preceitos do pensamento complexo e do princípio hologramático de Morin (1990), que prezam pela união e pela necessidade de ligar o conhecimento dos elementos ou partes ao dos conjuntos ou sistemas que elas constituem, também se faz presente no pensamento que norteia o trabalho. No decorrer dos capítulos, explicitamos nosso entendimento do corpo e da televisão como mídias e da moda e do telejornal como linguagens. O trabalho aborda também uma história televisual do Jornal Nacional, com o objetivo de compreender melhor as propostas estéticas do telejornal ao longo do tempo, de seus apresentadores e figurinos. Dessa forma buscamos fortalecer a compreensão do figurino – indissociável do corpo – como comunicação e detalhar alguns dos seus processos de produção de sentido.

TÍTULO: CONTRIBUIÇÃO DA OBRA O PEQUENO PRÍNCIPE PARA O ENSINO RELIGIOSO NO ENSINO FUNDAMENTAL

AUTOR: Flauzilene Cadó de Santana Ivo

ORIENTADORA: Josineide Silveira de Oliveira

Especialização em Ciências da Religião – 2011

 

O trabalho faz uma breve análise da história O pequeno príncipe, destacando alguns aspectos tais como as reflexões de caráter ético-educativo sobre a conduta e a natureza humanas e o papel da imaginação na produção de uma obra. Tem como objetivo discutir a itinerância da natureza humana através dos diálogos travados com os personagens engendrados pela imaginação poética de Antoine de Saint Exupéry. Investiga as artimanhas do processo imaginativo na perspectiva de colaborar para o ato de escrever. Igualmente discute questões relativas à antropologia da natureza humana. A partir do pensamento de Gaston Bachelard, discute o papel da imaginação criadora.



TÍTULO: DERSU UZALA: HIBRIDAÇÃO HOMEM-NATUREZA

AUTOR: Antonino Condorelli

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Dissertação de Mestrado em Educação – 2011


Esta dissertação explora de que forma as hibridações entre ser humano e ambientes naturais não-urbanos contribuem para configurar as estratégias de atenção, de construção de conhecimento e de interação com o mundo do sujeito e como, recursivamente, as atitudes perceptivo-cognitivas e as maneiras de se aproximar do real, de imputar sentido aos fenômenos e de interagir com o ambiente praticadas pelo sujeito condicionam e contribuem para definir as hibridações entre humanos e não-humanos. Norteia essa exploração o conceito de híbrido que, inspirando-me em Bruno Latour (2008), concebo como uma associação entre elementos sem características inerentes, mutuamente imbricados, que se redefinem, recriam e reconfiguram reciprocamente. Utilizo como operadores cognitivos uma narrativa literária e uma cinematográfica: o livro autobiográfico Dersu Uzala, do escritor e explorador russo Vladimir Klavdievich Arseniev (1872-1930), publicado pela primeira vez em 1923, e o filme homônimo do diretor japonês Akira Kurosawa (1910-1998), lançado em 1975. Essas obras reconstroem três expedições realizadas por Arseniev no começo do século XX na região siberiana do Uçuri, tendo como guia o caçador nômade de etnia gold Dersu Uzala, com quem o escritor travou uma profunda amizade. A escolha de fazer dialogar no mesmo plano dois registros complementares de conhecimento, arte e ciência, fundamenta-se na concepção de Edgar Morin (2003b) da literatura e do cinema como escolas de vida e de complexidade humana, e na visão de Claude Lévi-Strauss (2007) da arte como modelo reduzido que favorece um olhar mais abrangente sobre os fenômenos.

TÍTULO: ENSINO RELIGIOSO E CAPOEIRA: UMA ALTERNATIVA PARA DINAMIZAR O MECANISMO DE INCLUSÃO NA ESCOLA E NA SOCIEDADE

AUTOR: Marnisia Avelino dos Santos Oliveira

ORIENTADORA: Josineide Silveira de Oliveira

Especialização em Ciências da Religião – 2011
O trabalho tem como objetivo compartilhar com outros professores dessa área de ensino alguns anseios e dificuldades para se desenvolver uma prática pedagógica que perpasse num pluralismo ideológico e ao mesmo tempo dê lugar ao diálogo e à formação sob o ponto de vista humano e social entre a cultura e a fé. O Ensino Religioso como disciplina escolar se institui numa prática que proporciona uma estrutura para a ação. Assim, pôde-se depreender a necessidade de se inserir a CAPOEIRA como um eixo temático norteador, visando redimensionar o fazer da sala de aula, despertando nos alunos o incentivo, a sensibilidade, o respeito e a valorização à diversidade cultural, na busca do reconhecimento da religiosidade afro-brasileira em nossa cultura num contexto amplo.
TÍTULO: FÉ CEGA, FACA AMOLADA. A RELIGIOSIDADE NO SISTEMA PRISIONAL DA GRANDE NATAL

AUTOR: Flávio Leite Dantas de Rezende

ORIENTADORA: Josineide Silveira de Oliveira

Especialização em Ciências da Religião – 2011

 

Este trabalho trata de uma incursão pelo mundo prisional e suas relações de transcendência por meio da adesão às religiões, seja pela via do arrependimento ou como forma de amortizar as penas e as culpas interiores. O ser, uma vez recluso, sem opção de lazer, com uma comunicação limitada, passando por privações diversas, busca na religião uma fuga da realidade, moldando uma religiosidade de acordo com suas conveniências pessoais, muitas vezes, para obter resultados particulares, mínimos que sejam como certa liberdade de movimento. O trabalho revela ainda que essa incursão pelo mundo espiritual não tem uma continuidade para a grande maioria no período posterior ao cumprimento da pena, seja parcial ou integral, fato amparado nos altíssimos índices de retorno dos apenados às prisões e penitenciárias em geral.



TÍTULO: GEOPOÉTICA DA IMAGINAÇÃO EM ANTÔNIO FRANCISCO

AUTOR: Alessandro Teixeira Nobrega

ORIENTADOR: Alexsandro Galeno Araújo Dantas

Tese de Doutorado em Ciências Sociais – 2011


Esta pesquisa compreende um estudo sobre a imaginação poética inspirada nas poesias de Antônio Francisco. O objetivo é investigar os devaneios poéticos que inspiram as suas poesias ao leitor de consciência imaginante. O trabalho de pesquisa fundamenta-se, portanto, em Gaston Bachelard. Ao cantar a cidade com seus problemas sociais, o poeta propõe uma cidade de sua imaginação. Pede-se auxilio a Edgar Morin para esta discussão das produções artísticas do poeta. Uma vida mais lenta, distante do frenético tempo do relógio social fincado pelo capitalismo, em prol de um modo de vida preocupado com o humano, com o seu outro igual. É uma sociedade solidária, fraterna, de irmãos.

TÍTULO: MIGUILINS NO SERTÃO DA CABAÇA AZUL INCANDESCÊNCIA, INFÂNCIA E DEVANEIOS POÉTICOS EM MUTUM

AUTOR: Ednalda Soares

ORIENTADORA: Josimey Costa da Silva

Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais – 2011
A presente dissertação empreende uma leitura poética da novela Campo Geral, de Guimarães Rosa, do filme Mutum, baseado na novela citada e dirigido por Sandra Kogut e da investigação em campo realizada em cidades de Minas Gerais-MG envolvidas na realização desse filme. O propósito dessa leitura é comunicar a experiência devaneadora realizada a partir de uma obra fílmica, de uma narrativa literária e do encontro com cinco atores não-profissionais e três pessoas da equipe técnica de Mutum. Para isso, o devaneio poético, proposto por Gaston Bachelard, é usado como recurso cognitivo para experienciar a realidade semi-imaginária do homem, a partir do acionamento do duplo no processo de participação afetiva (MORIN,1997).

TÍTULO: O FUTURO DO PRESENTE: A MÍDIA AUDIOVISUAL E A SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA NA FICÇÃO CIENTÍFICA DO CINEMA DE ANIMAÇÃO

AUTOR: Theresa Christina Barbosa de Medeiros

ORIENTADORA: Josimey Costa da Silva

Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais – 2011
A pesquisa apresenta um estudo que objetiva analisar as imagens do futuro em obras de ficção científica do cinema de animação, explorando a temática específica da representação das mídias de comunicação audiovisuais em seu diálogo com as sociedades retratadas nos filmes escolhidos para análise. A discussão proposta busca aproximações para responder à pergunta que deu início a esta pesquisa: como, nos dias de hoje, estamos pensando o futuro? Pretende também, pautada nas discussões propostas por Morin (1997), compreender aspectos da sociedade contemporânea com a ajuda do cinema e, ao mesmo tempo, compreender o cinema, auxiliada por uma análise social.

TÍTULO: PADRE NIVALDO MONTE: O HUMANISMO COMO OPÇÃO DE DESTINO

AUTOR: Maria do Socorro de Oliveira

ORIENTADORA: Josineide Silveira de Oliveira

Especialização em Ciências da Religião – 2011

 

A presente pesquisa se propõe a descrever a trajetória de Dom Nivaldo Monte, tendo como foco o período em que ele viveu o sacerdócio, a fim de discutir o seu pensamento e as suas obras. Filho da cidade de Natal, o jovem Nivaldo Monte apresentou uma carreira sacerdotal meteórica, já que logo cedo foi ordenado padre, optando por um “ministério de ação”, no qual se dedicou profundamente às causas sociais. Compreender sua vocação intelectual, humanista e profundamente religiosa contribuiu para se entender as atitudes tomadas em prol dos menos favorecidos. Entre suas iniciativas, a pesquisa privilegiou compreender a ação da Juventude Feminina Católica – JFC, grupo formado por mulheres convocadas à ação pastoral e principalmente assistencial.


TÍTULO: TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS E TECIDOS: ASPECTOS ÉTICOS E JURÍDICOS

AUTOR: Rayane Karine Araújo dos Santos

ORIENTADORA: Margarida Maria Knobbe

Monografia – Graduação em Direito – 2011 (Faculdade Estácio de Natal)


Esta monografia, no âmbito da bioética e do biodireito, analisa a percepção jurídica e ética dos transplantes de órgãos e tecidos no Brasil. O foco principal deste trabalho é analisar a Lei de Transplantes, observando suas lacunas e qual o problema central dos transplantes de órgãos e tecidos. Nesse sentido, podemos ver que a atuação das Centrais de Captação ainda deixa muito a desejar, pois milhares de potenciais doadores morrem sem que seus órgãos sejam destinados para salvar outras vidas. Podemos vislumbrar a importância da informação e de campanhas mais intensas voltadas para a questão. Além disso, o Sistema de Saúde no Brasil amedronta as pessoas, as quais temem demonstrarem-se doadoras porque poderão ser vítimas do lado obscuro da medicina em favor do lucro e não da vida.
TÍTULO: TRATAMENTOS ALTERNATIVOS À TRANSFUSÃO DE SANGUE E O PRINCÍPIO DA AUTONOMIA DA VONTADE – O DIREITO À INFORMAÇÃO

AUTOR: Erick Marcelino da Silva Rocha

ORIENTADORA: Margarida Maria Knobbe

Monografia – Graduação em Direito – 2011 (Faculdade Estácio de Natal)


Este trabalho tem por objetivo destacar os avanços científicos referentes às alternativas médicas às transfusões sanguíneas, levando em consideração a utilização em demasia de terapias à base sangue. Para tanto, busca-se esclarecer os princípios concernentes à bioética, disciplina que permeia a relação da ética com os preceitos médicos e biológicos, e a concretização de tais princípios na medicina moderna. Além disso, pretende esclarecer a preciosidade que o sangue exerce no organismo humano e também os riscos inerentes às transfusões sanguíneas em geral. O trabalho analisa as implicações jurídicas existentes entre os pacientes que se recusam a receber terapias à base de sangue. Nesse respeito, aborda-se o direito à vida, à dignidade da pessoa humana e o princípio da autonomia da vontade, além do direito fundamental à liberdade de religião.
TÍTULO: VALOR DA VIDA HUMANA E LIBERDADE DE RELIGIÃO: O CASO DA RECUSA À TRANSFUSÃO DE SANGUE

AUTOR: Hemily Samila da Silva Saraiva

ORIENTADORA: Margarida Maria Knobbe

Monografia – Graduação em Direito – 2011 (Faculdade Estácio de Natal)


Esta monografia analisa, a partir das reflexões suscitadas pela bioética e pelo biodireito, a percepção jurídica e religiosa da recusa na aceitação da transfusão de sangue, manifestada pelos adeptos da religião Testemunha de Jeová e também por outros indivíduos, independentemente de sua fé, por razões científicas, tendo em vista que, embora as transfusões de sangue atualmente sejam mais seguras, segundo informação do Manual técnico da ANVISA, ainda têm riscos, incluindo os existentes da coleta do sangue, bem como a reações imunológicas e infecção de doenças sexualmente transmissíveis. O foco principal deste trabalho é analisar a tendência doutrinária e jurisprudencial nos casos em que é indicada a transfusão de sangue em maior capaz quando em iminente risco de morte, sendo certo, apenas, que se deve respeitar a autonomia do paciente maior capaz quando não houver aquele risco. E, além disso, no caso de menor ou incapaz, é pacífico o entendimento de que deve ser resguardada a vida.


Baixar 233.28 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   24




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal