Capa do catálogo catálogo: teses, dissertaçÕes e monografias natal 2012


TÍTULO: ALÉM DO FINITO E DO DEFINIDO – OS INTELECTUAIS SOB OS ECOS DA FÁBULA A CIGARRA E A FORMIGA



Baixar 233.28 Kb.
Página17/24
Encontro09.02.2022
Tamanho233.28 Kb.
#21508
1   ...   13   14   15   16   17   18   19   20   ...   24
1999
TÍTULO: ALÉM DO FINITO E DO DEFINIDO – OS INTELECTUAIS SOB OS ECOS DA FÁBULA A CIGARRA E A FORMIGA.

AUTOR: Margarida Maria Knobbe

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais – 1999

 

A força civilizatória, o desenvolvimento tecnológico, as vendas ideológicas e a ampliação da comunicação aprofundaram, no decorrer do século XX, a já existente ruptura entre intelligentsia humanista e intelligentsia científica. Nesse processo, a palavra-mistério intelectual perdeu sua função informativa, não correspondente às suas próprias metamorfoses e à crucial função que cientistas, professores, jornalistas e artistas terão que desempenhar no novo milênio. Para problematizar essas macro e microrealidades, a pesquisadora elabora um metacódigo biomítico suscitado pela fábula de Esopo “A cigarra e a formiga”. Relacionando as metáforas do metacódigo com a vida e a obra do contrabandista de saberes Edgar Morin, propõe algumas pistas para aprofundar as reflexões sobre o fenômeno da cultura, da intelligentsia e as condições de autonomia de um sistema complexo no decorrer de sua co-evolução criadora. É possível – e desejável – apostar na emergência de uma práxis intelectual, através da comunicação – linguagem – associada à postura de ser no mundo, que recupere o sentido perdido da condição humana e de suas relações com o planeta e os seres que o habitam.


TÍTULO: A ALIMENTAÇÃO COMO LINGUAGEM SOCIAL: O SIMBOLISMO DOS TABUS

AUTOR: Denise Caballero da Silva

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais – 1999

 

O ato de comer, enquanto atividade coletiva e ritualística, respeitando as regras sociais nem sempre claras, é fator primordial na história de todas as sociedades humanas. Sendo assim, autores como Lévi-Strauss, Marvin Harris, Jean-Louis Flandrin, Brillant Savarin e Raul Lody, entre outros, têm posto o problema da alimentação como um importante código social que explicita a relação fundamental entre homem e natureza. A cozinha, a comida e a alimentação são como linguagens significadoras e denotadoras de valores e práticas sociais. Em suma, representações do homem diante do mundo, da sociedade e de si mesmo. A partir desta perspectiva, a dissertação tem por finalidade demonstrar a importância da alimentação na vida social, enfatizando as práticas alimentares no cotidiano e interpretando seu papel cultural na sociedade. Assume como referência de análise duas cidades do estado do Rio Grande do Norte que, por localizações geográficas distintas- uma no litoral, outra no agreste- permitem recortar , de forma mais ampliada, as simbologias dos tabus alimentares da terra e do mar.



TÍTULO: A ÚLTIMA CEIA: POR UMA DIET(ÉTICA) POLÍFÔNICA

AUTOR: Vera Lúcia Xavier Pinto

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais - 1999

 

Esta dissertação parte de quatro premissas: a(s) sensibilidade(s), as representações e o imaginário são referências importantes para o conhecimento; é inadiável um abraço” entre o saber científico e os da tradição; o homem é 100% natureza e 100% cultura; a alimentação é uma forma de linguagem. As ideias de Claude Lévi-Strauss e Edgar Morin guiaram a confecção do texto que tenta integrar narrativas diversas que compõem o pensar humano sobre alimentação. O entendimento de que a visão racionalista da alimentação, trabalhada pela ciência da nutrição, reduz, significativamente, o amplificado espectro que abrange o ato alimentar instigou a busca de referenciais nos quais razão e emoção, alimentação e nutrição caminhassem juntos. Na literatura universal, quase todos os gêneros dão indicações a esse respeito; dos contos populares às obras clássicas encontram-se expressões totalizadoras do ato alimentar. Além de alguns recortes do tratamento deste tema na literatura universal, foram usados especificamente como fonte de análise, Como água para chocolate de Laura Esquivel, A festa de Babette de Isak Dinesen, A cidade e as Serra de Eça de Queiroz, Gabriela cravo e canela de Jorge Amado, Gula de Jonh Lanchester e Fome de Knut Hamsun. Além dos hábitos alimentares e do sentimento envolvido na manipulação, transformação e consumo dos alimentos, esses romances mostram que a culinária é uma atividade universal através da qual o homem transforma a natureza em cultura, sendo uma forma de linguagem capaz de acessar o homem à sua cultura e culturalmente à sua natureza.



TÍTULO: A PRODUÇÃO DO LIXO: ASPECTOS ECONÔMICOS, AMBIENTAIS E SOCIAIS

AUTOR: Carlos Alberto Gonçalves Brandão

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Graduação em Ciências Sociais - 1999

 

Este trabalho trata a questão da produção do lixo com enfoque nas áreas econômica, ambiental e social. Visando a conscientização, argumenta que o lixo prescinde de um destino adequado, como forma de preservação do meio ambiente e de garantia da preservação da qualidade de vida das populações presentes e futuras. A reciclagem é apresentada como alternativa viável para amenizar este problema universal, pois através dela, faz-se possível a criação de fontes alternativas de renda (o que já consiste numa realidade no país e no mundo) bem como devido à tecnologia aplicada em que quase nada se perde: resto de comida se transforma em adubo agrícola, garrafas de refrigerante em tecidos, embalagens de caixas de leite e de molho de tomate se transformam em novas embalagens,etc... além disso, a reciclagem constitui-se num programa econômico.


TÍTULO: CATANDO INFORMAÇÕES: SOBREVOANDO O FORNO DO LIXO

AUTOR: Jaime Santos Sobrinho

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Graduação em Ciências Sociais - 1999

 

A monografia trata da problemática do lixo urbano, como uma das características fundamentais da sociedade moderna. Seja nas mega-metrópoles ou em espaços urbanos de outras dimensões, o lixo é um dos cartões de identidade que expressa o modo de viver dos grupos culturais que produzem entulho e excremento de toda ordem. A pesquisa procura dar conta de três referências sobre a problemática escolhida: como a ciência, a imprensa e os próprios sujeitos envolvidos com o lixo pensam e representam o lixo. A pesquisa de campo se limita ao "Forno do Lixo", no bairro de Cidade Nova na cidade de Natal-RN.



TÍTULO: METADE DE MIM É AMOR E A OUTRA METADE TAMBÉM: REFLEXÕES A RESPEITO DA PAIXÃO E DA RAZÃO

AUTOR: Álvaro Lívio da Sá Koneski

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais - 1999

 

Razão e paixão são conceitos relacionais e não existem em si, mas aparecem como elementos antropológicos fundamentais que influenciam o comportamento humano em seus métodos, estratégias ou motivos. Eles são indissociáveis e não podem existir um sem o outro, subtendendo, permanentemente, a presença dos dois em todo ser humano. Para ilustrar essa hipótese, o pesquisador faz uso dos personagens ‘Vadinho’ e ‘Teodoro’, do romance ‘Dona Flor e os Seus Dois Maridos’, de Jorge Amado, bem como da solução adotada por Flor, que, entre a razão e a paixão, prefere manter os dois. Essa discussão é feita com base em pensadores como F. Guatarri, G. Deleuze, A. Schopenhauer, que, a partir da filosofia, e contrapondo-se a Descartes, advogam o papel das emoções na produção do conhecimento e a presença simultânea da paixão e da razão na construção da Vontade. Recorre também a F. Capra e D. Bohm, em seus estudos sobre a ambivalência da matéria, na busca de metáforas que aqui são contrabandeadas para a compreensão dialógica da relação entre razão e paixão. A dissertação mostra como os estudos sobre o cérebro de A. Damásio apontam para o inevitável intercruzamento dos instintos com as informações oriundas do meio exterior, portanto, para o fato de que a razão está condicionada pela ação das paixões humanas e vice-versa. No elenco das ideias que investem na construção de um pensamento complexo e aberto, figuram autores como H. Atlan, E. Morin, M. Almeida, entre outros, que possibilitam, nessa trilha, tecer a argamassa dos saberes sobre o tema em foco: razão e paixão.


TÍTULO: NAVEGANTE DEMENS: NA ESTAÇÃO ONDE AS PARALELAS SE ENCONTRAM NO INFINITO

AUTOR: Maurício de Camargo Teixeira Panella

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Graduação em Ciências Sociais - 1999

 



Baixar 233.28 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   13   14   15   16   17   18   19   20   ...   24




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal