Capa do catálogo catálogo: teses, dissertaçÕes e monografias natal 2012


TÍTULO: A FORMAÇÃO PELA ESCRITA DO AMOR



Baixar 233.28 Kb.
Página12/24
Encontro09.02.2022
Tamanho233.28 Kb.
#21508
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   ...   24
2004
TÍTULO: A FORMAÇÃO PELA ESCRITA DO AMOR
AUTOR: Josineide Silveira de Oliveira

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Tese de doutorado em Educação – 2004

 

A base de referência da tese é o epistolário do filósofo Pedro Abelardo e de sua discípula e amante Heloísa, escrito no século XII. Essas cartas de amor passam em revista as questões da formação do sujeito que emerge em meio às polêmicas eclesiais e seculares da época. Contam de uma formação transversalizada pelo amor, ora na condição erótica que oscila entre a falta e a posse; ora em forma de philia fortalecido pela amizade e, ainda, através da universalidade do ágape que se faz perceber nas ações de generosidade e solidariedade. Na narrativa dessas epístolas, o amor revela o cuidado e a transcendência como princípios orientadores de formação do individuo sujeito. Os interlocutores teóricos para esta reflexão foram Edgar Morin, Baruc Spinoza, André Comte-Sponville e Henri Atlan.


TÍTULO: A SIMULTANIEDADE DO ABSURDO E A GRAÇA DA CONDIÇÃO HUMANA NO COTIDIANO DA POLÍCIA MILITAR: UMA PROPOSTA DE PRÁTICA EDUCATIVA

AUTORA: Maria de Fátima Tavares

ORIENATORA: Ana Lúcia A. Aragão

Tese de Doutorado em Educação – 2004

 

A situação atual do mundo nos instiga a buscar alternativas que visem desacelerar o ritmo destrutivo que assola a humanidade. Nesse contexto, este trabalho diz respeito às crises que vivenciamos na atualidade e se propõe a estudar o paradoxo violência/paz no cotidiano da Polícia Militar, levando- se em consideração do processo de crescimento de Policiais Militares pela via da inteireza humana. Buscamos analisar a relação entre a vivência de completude humana e a relação com o outro, no contexto tanto da instituição, no âmbito social, e no processo de cidadania planetária. Defendemos que instituições como a Polícia Militar, cujos profissionais atuam no limite do paradoxo violência/paz, podem transcender o seu papel atuando, também, como educadores e construtores de uma Cultura de Paz, no exercício de sua função. Apoiamo-nos em pensadores como Maslow, Krishnamurti, Gandhi, Maturana, Pierre Weil, David Bohn, Jean Yves Leloup, Hanna Arendt, Morin, Sheldrake, entre outros.


TÍTULO: AO PEDAGOGO O QUE É DO PEDAGOGO E À EDUCAÇÃO O EFEITO DA FILIAÇÃO

AUTOR: Roberta Luna da Costa Freire

ORIENTADORA: Ana Lúcia A. Aragão

Dissertação de Mestrado em Educação – 2004

 

Este trabalho se propõe a identificar o que move os licenciados em Pedagogia a buscarem os cursos de Psicopedagogia na sua formação em nível de pós-graduação. A questão que nos convoca a pensar, e que tem nos inquietado frequentemente, diz respeito ao número cada vez mais crescente de professores que têm procurado os cursos de pós-graduação em Psicopedagogia, em Natal, nos últimos dez anos, passando a atuar como psicopedagogos. Para responder as nossas questões, optamos por uma metodologia que contempla a análise compreensiva do discurso: a entrevista compreensiva, do sociólogo Jean-Claude Kaufmann, que desenvolve urna metodologia baseada no pressuposto fundamental da palavra como elemento central na construção do objeto de estudo.



TÍTULO: DIALOG - REVISTA SOBRE CIÊNCIA, ARTE E LITERATURA

AUTOR: Ana Cecília de Aragão Gomes

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Graduação em Comunicação Social – 2004

 

A publicação de uma revista científica requer uma visão mais aberta da ciência. Uma visão que leve a um diálogo com incertezas das interpretações da realidade, que religue os saberes e, acima de tudo, vá além do real cotidiano e científico. Entender a ciência dessa forma é, ao mesmo tempo, politizar o pensamento para que possa responder com tenacidade aos problemas do nosso tempo e abrir o conhecimento à poesia do mundo. É nessa perspectiva que Dialog – Revista de Ciência, Arte e Literatura almeja um espaço de respiração imagética, capaz de religar os saberes ainda muito fragmentados. Dialog não pretende tratar de conhecimentos científicos de forma fechada e concluída, mas, sim, abrir espaços para que surjam novas maneiras de ver, sentir e (re) pensar o mundo.



TÍTULO: ESTÉTICA DO SERTÃO

AUTOR: Ângela Maria de Almeida

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Tese de doutorado em Ciências Sociais – 2004

 

O sertão apresentado ressalta a riqueza excessiva de um imaginário repleto de animais bizarros, anjos, demônios e homens que sentam à mesma mesa, numa espécie de confraria mágica. Trata-se de um sertão que se mostra por meio de uma vegetação quase rasteira, formando uma massa ocre-terra, ocre-vegetação, que se estende e oprime os fios de espelhos d’água que insistem em correr entre as terras secas. É desse contraste que nasce a estética do sertão: das imagens plásticas e poéticas que o homem sertanejo cria como elementos que complementam ou rivalizam com a geografia árida. Os suportes teóricos vêm da obra de Edgar Morin e de Claude Lévi-Strauss. Da literatura, traz as vozes de José Lins do Rego, João Guimarães Rosa e Euclides da Cunha. Da estética, Erwin Panofsky e Clement Greenberg.



TÍTULO: INFÂNCIA: TRABALHO COMO LAZER

AUTOR: Dinamene Rego da Silva

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Graduação em Ciências Sociais – 2004

 

O trabalho infantil assume nos dias de hoje um importante objeto de observação. Nas várias entradas de explicação para o problema aparecem, na maioria das vezes, a questão econômica como a principal causadora deste fenômeno, procurando assim estabelecer a relação de causalidade entre trabalho e pobreza. Refletir o fenômeno sob outro aspecto é o objetivo deste estudo, entendendo a categoria do trabalho a partir da desconstrução do caráter pejorativo atribuído a essa palavra. Procura entender ainda a construção histórica da ideia da infância e, por conseguinte, da não relação do par criança-trabalho. Para realizar este estudo utiliza-se as falas das próprias crianças, bem como a narrativa de "grandes crianças". O interesse é compreender e refletir, bem como dar voz aos maiores implicados no tema em questão.



TÍTULO: LAJEDO DA SOLEDADE: OS GRAFISMOS SAGRADOS DOS GUARDIÕES DO COSMO

AUTOR: WALNER SPENCER BARROS

ORIENTADORA: Maria da Conceição X. de Almeida

Tese de doutorado em Ciências Sociais – 2004

 

A tese analisa as inscrições rupestres – pictografias e petrografias – do Nordeste brasileiro, o ambiente em que se encontram os sítios arqueológicos e os estudos que foram feitos sobre elas. Expõe as dificuldades de interpretação face à complexidade do tema. Torna conhecidas certas particularidades geográficas do território do estado do RN em relação às migrações de antigos grupos humanos. Interpreta artigos parietais como elemento identificador dos bandos de caçadores arcaicos e a aquisição da energia ancestral chamada mana, a qual impregna as rochas sagradas. Defende o argumento que o Lajedo da Soledade (RN) se constitui num centro ritualístico pré-histórico. Utiliza ideias de autores como Lévy-Bruhl, Mircea Eliade, Carl Jung, Gabriela Martin, Lévi-Strauss, Anthony Aveni, L.Vigotsky, entre outros.


TÍTULO: O USO DO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: UM OLHAR EDUCATIVO

AUTOR: Gustavo Henrique de Lucena

ORIENTADORA: Ana Lúcia A. Aragão

Dissertação de Mestrado em Educação – 2004


O presente trabalho tem o objetivo de tecer um quadro investigativo do uso pedagógico do laboratório de informática. Para tanto, foi feita uma contextualização das articulações existentes entre tecnologia digital, a cultura, a mídia, a comunicação e a economia. Analisamos a referida relação, fazendo um aporte para a globalização e para o plano econômico que está permeando essas relações. Posteriormente, direcionamos o estudo para a informática dentro da educação, trazendo questões da sociedade globalizada e sua influência para os caminhos do uso da tecnologia digital no meio educativo. Enfatizamos, para tanto, a relação da mídia com a criança. O caminho a ser traçado para o uso do laboratório de informática deve ser descoberto pela instituição educacional, pois implica num planejamento físico do laboratório, na disposição das aulas no laboratório com o horário da escola, no conhecimento dos professores sobre essa ferramenta no planejamento das aulas. O trabalho chega a termo com uma página aberta, mas não em branco, sobre as dificuldades do uso do laboratório de informática, as questões levantadas e possíveis caminhos a serem trilhados.
TÍTULO: UMA ABORDAGEM CONSCIENCIOLÓGICA NA INTERVENÇÃO E PREVENÇÃO DO BURNOUT EM PROFESSORES: A BUSCA DO FENÔMENO FÊNIX

AUTOR: Leuzene Jeane de Vasconcelos Salgues

ORIENTADORA: Ana Lúcia A. Aragão

Dissertação de Mestrado em Educação – 2004

 

O presente trabalho consiste em um estudo oriundo do artesanato intelectual estabelecido pelo tecer de quatro "fios" interfluentes e entrelaçados: o contexto educacional, a síndrome de burnout, a abordagem de intervenção e prevenção na perspectiva conscienciológica e o ambiente escolar com seus atores educacionais. Objetivou-se investigar as possíveis características da síndrome de burnout em professores de uma escola da rede pública, da cidade de Natal/RN, para propor uma intervenção e ou prevenção do burnout, a nível experimental. O burnout é um processo que ocorre em resposta ao intenso estresse profissional, trazendo consigo sentimentos e atitudes negativos para o educador; com alterações, problemas e disfunções psicofisiológicas; e consequências nocivas a nível pessoal, profissional, familiar e social. A abordagem de intervenção e prevenção, na perspectiva conscienciológica, enfatiza o estudo de si mesmo e dos outros, ou seja, cada consciência, com seus pensamentos sentimentos e energias, atua tal qual um sistema aberto que está em permanente relação com o ambiente e com outras consciências. Nessas relações e interações constantes modificam-se as consciências, umas às outras, bem como consciências e ambiente.




Baixar 233.28 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   ...   24




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal