Canais de marketing



Baixar 251.19 Kb.
Página13/20
Encontro17.03.2020
Tamanho251.19 Kb.
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   20
CONCLUSÃO

A descoberta da homossexualidade de um filho suscita nos pais a vivência de um processo de luto, análogo ao processo descrito por Elizabeth Kübler-Ross (1985), quando do luto concreto, no qual os sujeitos experenciam as fases de Negação, Raiva, Barganha, Depressão e Aceitação.

Nesta pesquisa, buscou-se compreender como de fato ocorre este processo em pais com filhos homossexuais, principalmente apontando a relação dos estágios apresentados por estes pais na vivência de um luto simbólico com os estágios descritos na literatura acerca da vivência de um luto concreto.

A história nos mostra, por meio do referencial teórico e levantamento bibliográfico utilizado, que o exercício da sexualidade e os comportamentos homossexuais humanos estiveram sempre presentes nas mais diversas comunidades ao longo dos séculos, sendo exaltados ou abominados em alguns períodos históricos.

Com a realização desta pesquisa, pôde-se comprovar a hipótese inicial, corroborando a premissa de que os pais com filhos homossexuais vivem de maneira simbólica os mesmos estágios do luto concreto. Entretanto, conforme já apontado pela literatura, os sentimentos e a ocorrência ou não de determinadas fases nos indivíduos participantes da pesquisa, dependem das características individuais de cada sujeito, da dinâmica familiar, da relação parental, ocorrendo variações quanto à ordem das fases, à sua integralidade e sua intercorrência. Importante salientar, que muitos pais passarão anos de suas vidas estagnados em algumas das fases e não alcançarão a etapa resolutiva da aceitação.

A dificuldade de captação do público-alvo para realização desta pesquisa comprova estas variáveis, indicando a força destes fatores perante os indivíduos, que por vezes vivem às sombras da sociedade, tratando a homossexualidade de seu filho unicamente no âmbito familiar, ou até mesmo dissimulando sua existência.

Os contatos realizados durante a pesquisa e a análise qualitativa dos dados, indicam uma desigualdade de gênero ainda velada neste contexto, pois, não foi possível realizar a pesquisa com pais de mulheres homossexuais, e dos 08 participantes da pesquisa, somente 02 mulheres entraram em contato conosco; tal discrepância quantitativa indica uma desigualdade de gênero entre homossexuais do sexo masculino e do sexo feminino, uma maior aceitação por parte dos pais de homossexuais masculinos e uma maior resistência por parte das próprias lésbicas, o que sugere que este público ainda carrega consigo os resquícios de uma sociedade machista, na qual mesmo em relação à homossexualidade, a mulher é inferiorizada.

Por fim, é preciso pontuar que a pesquisa realizada atingiu os objetivos propostos, ratificando a hipótese postulada, tornando este trabalho instrumento válido do arsenal acadêmico-científico acerca do tema, tendo em vista as parcas abordagens na literatura.





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   20


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal