Caminhos do homem: do imperialismo ao Brasil no século XXI, 3º ano


TRABALHANDO COM FONTES HISTÓRICAS



Baixar 8.19 Mb.
Página90/464
Encontro08.10.2019
Tamanho8.19 Mb.
1   ...   86   87   88   89   90   91   92   93   ...   464
TRABALHANDO COM FONTES HISTÓRICAS

Em dezembro de 1922, foi organizada a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), reunindo, em uma federação, a Rússia, a Ucrânia, a Rússia Branca e a Transcaucásia. Entretanto, a criação oficial da URSS ocorreu em 1924, quando foi adotada a nova Constituição soviética. Essa união de repúblicas foi a maneira encontrada pelo Partido Comunista para manter unidos territórios, etnias e nacionalidades que pouco tinham em comum.

O quadro A amizade do povo, de 1924, retrata, de forma idealizada, a união de todas as nacionalidades soviéticas. Essas nacionalidades, representadas por homens de diversas etnias e vestidos com roupas típicas de suas respectivas regiões, carregam os símbolos do socialismo: a foice e o martelo. As letras CCCP, que também podem ser vistas nessa representação, significam URSS no alfabeto cirílico, utilizado na Rússia.

É preciso destacar que a obra foi encomendada pelos dirigentes do Partido Comunista e representa, portanto, um discurso oficial. Assim, a mensagem transmitida pela pintura era a de que a construção do socialismo e da própria União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS ou CCCP) estava acima das diferenças étnicas e culturais.



No entanto, na década de 1990, ocorreu a desagregação da União Soviética, o que deu origem à Comunidade dos Estados Independentes, que não se manteve e acabou dando origem a 15 novos países (Rússia, Ucrânia, Geórgia, Letônia, Lituânia, Estônia, Belarus, Armênia, Uzbequistão, Cazaquistão, Tadjiquistão, Quirguistão, Turcomenistão, Azerbaijão e Moldávia).

Galeria Estatal Tretyakov, Moscou, Rússia. Photo Scala, Florence/Glow Images



A amizade do povo (1924), de S. Karpov.
Página 77

Registre em seu caderno:



1. No quadro da página anterior, A amizade do povo, o artista procurou, simbolicamente, representar a união de todas as nacionalidades soviéticas sob o símbolo único do socialismo. Um dos decretos aprovados pelos bolcheviques, logo após a tomada do poder, foi o da autodeterminação dos povos que até então estavam submetidos ao Império Russo czarista.

Entretanto, na prática, os movimentos nacionais que surgiram como consequência das diferenças étnicas e culturais foram reprimidos pelo Partido Comunista da União Soviética.

A respeito do direito à autodeterminação dos povos, Lênin (apud TRAGTENBERG, 2007, p. 121)., citando Karl Marx, teórico do pensamento socialista cujas ideias inspiraram a Revolução de Outubro de 1917, afirmou: “um povo que oprime outros povos não pode ser livre”.

Em grupo, debata com seus colegas e com seu professor o sentido dessa afirmação e o contexto histórico em que ela foi proferida.

Com a reorganização econômica do período 1921-1928, partiu-se para a edificação definitiva do socialismo. Era a fase dos planos quinquenais. As principais características dessa nova fase poderiam ser resumidas da seguinte forma:

• desenvolvimento da indústria de base;

• coletivização forçada dos campos com a expropriação dos kulaks;

• criação das cooperativas agrícolas (kolkhozes) e das fazendas estatais (sovkhozes), nas quais os camponeses eram simples assalariados;



• organização da Gosplan, comissão estatal que passou a centralizar o planejamento econômico.

Art Images Archive/Glow Images



Stálin (1951), de Boris Berezovsky. Pôster, 75 cm x 114 cm.

Com a morte de Lênin, em 1924, verificou-se no plano político uma disputa pelo poder entre Stálin e Trotsky. Com o afastamento de Trotsky e seus seguidores, Stálin impôs seu poder pessoal na União Soviética até sua morte, em 1953. Nessa representação (um pôster de propaganda soviético), Stálin é apresentado, de forma idealizada, como um líder que mantém unidos territórios, etnias e nacionalidades diversas, todos vivendo na URSS, cujo mapa pode ser visto no alto.


Página 78


Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> HISTÓRIA%20CAMINHOS%20DO%20HOMEM%201%20AO%203º%20ANO%20-%20BASE -> DOCX
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Ronaldo vainfas
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Oficina de história: volume 1
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
DOCX -> Caminhos do homem: das origens da humanidade à construção do mundo moderno, 1º ano
DOCX -> Caminhos do homem: da era das revoluções ao Brasil no século, XIX, 2º ano


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   86   87   88   89   90   91   92   93   ...   464


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal