Caminhos do homem: do imperialismo ao Brasil no século XXI, 3º ano



Baixar 7.86 Mb.
Página53/464
Encontro08.10.2019
Tamanho7.86 Mb.
1   ...   49   50   51   52   53   54   55   56   ...   464
DISCUTINDO A HISTÓRIA

A seguir, é apresentado um texto do sociólogo alemão contemporâneo Norbert Elias, no qual ele ressalta o impacto que a derrota na guerra, definida após a entrada dos Estados Unidos no conflito em 1917, teve para a “boa sociedade” alemã. O autor também destaca que, a partir de então, o caminho do poder no país abriu-se para a ascensão de grupos marginais que até esse momento tinham estado em uma posição social inferior.



A crise da “boa sociedade” alemã

Quando os Estados Unidos, que temiam, tal como a Grã-Bretanha, um continente dominado pela Alemanha, entraram na guerra, as probabilidades de vitória da Alemanha desapareceram redonda e completamente. O inconcebível tornou-se um fato. A Alemanha exauriu sua energia e foi derrotada. O kaiser e os príncipes perderam seus tronos. As cortes, centros da “boa sociedade” da Alemanha, desapareceram. A própria “boa sociedade”, a sociedade daqueles com direito a dar e a exigir satisfação, desde a alta nobreza até aos membros das


Página 49

confrarias nacionalistas burguesas (Burschenschaften), desde o marechal de campo até ao oficial da reserva de origem burguesa, unidos por um código de honra obrigatório para que faz referência a um todos e que os colocava acima dos não membros, essa sociedade foi, à semelhança de um sprinter que, no auge de sua especializado em corredor de velocidade pequenas distâncias velocidade, colidisse com uma parede, detida com um único ou capaz de piques golpe em sua corrida pela supremacia da Europa.

A consequência foi um choque traumático. [...] O fim do regime e a destruição do país após a guerra perdida aumentaram as oportunidades de chegada ao poder de grupos anteriormente à margem, em primeiro e destacado lugar, as organizações de trabalhadores. Pela primeira vez na história da Alemanha, seus representantes assumiram o governo [...]. Como sempre em tais casos, a ascensão de grupos marginais que costumavam estar em posições inferiores na escala social – um antigo fabricante de arreios foi o sucessor do kaiser – foi sentida por muitos membros da “boa sociedade” alemã como uma insuportável ferida em seus sentimentos de autoestima.

ELIAS, N. Os alemães: a luta pelo poder e a evolução do habitus nos séculos XIX e XX. Rio de Janeiro: Zahar, 1997. p. 169-170.



Sprinter: palavra de origem inglesa (sprint) que faz referência a um corredor de velocidade especializado em pequenas distâncias ou capaz de piques de velocidade no fim de uma longa corrida. Aceleração do corredor ao aproximar-se do ponto de chegada.

Registre em seu caderno:




Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> HISTÓRIA%20CAMINHOS%20DO%20HOMEM%201%20AO%203º%20ANO%20-%20BASE -> DOCX
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Ronaldo vainfas
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Oficina de história: volume 1
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
DOCX -> Caminhos do homem: das origens da humanidade à construção do mundo moderno, 1º ano
DOCX -> Caminhos do homem: da era das revoluções ao Brasil no século, XIX, 2º ano


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   49   50   51   52   53   54   55   56   ...   464


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal