Caminhos do homem: do imperialismo ao Brasil no século XXI, 3º ano


O poder naval das grandes nações em 1914



Baixar 7.86 Mb.
Página45/464
Encontro08.10.2019
Tamanho7.86 Mb.
1   ...   41   42   43   44   45   46   47   48   ...   464
O poder naval das grandes nações em 1914

Nação

Tripulação

Maiores navios

Tonelagem

Rússia

54 000

4

328 000

França

68 000

10

731 000

Grã-Bretanha

209 000

29

2 205 000

Total__331_000__43__3264_000'>Total

331 000

43

3264 000

Alemanha

79 000

17

1 019 000

Áustria-Hungria

16 000

3

249 000

Total

95 000

20

1 268 000

Fonte: FERGUSON, N. The War of the World. London: Penguin Books, 2006. p 85.

A seguir, é apresentado um texto do historiador Eric Hobsbawm, no qual o autor faz referência à incompetência tanto dos governos como dos militares em perceber, realmente, o caráter catastrófico de uma possível guerra. Ele chama a atenção para o fenômeno da corrida armamentista e da crescente dependência dos diversos Estados europeus em relação ao complexo industrial-militar que se estruturou no período anterior a 1914.



Da paz à guerra

Enquanto apenas alguns observadores civis compreendiam o caráter catastrófico da futura guerra, governos que não o entendiam se lançaram entusiasticamente à corrida para se equipar com os armamentos cuja nova tecnologia o propiciaria. A tecnologia da morte, já em processo de industrialização em meados do século, avançou notavelmente nos anos 1880, não apenas devido a uma verdadeira revolução na rapidez e no poder de fogo das armas pequenas e da artilharia, mas também através da transformação dos navios de guerra por meio de motores-turbina, de uma blindagem protetora mais eficaz e da capacidade de carregar muito mais armas.

Uma consequência óbvia foi que os preparativos para a guerra se tornaram muito mais caros, especialmente porque os Estados competiam uns com os outros para manter a primeira posição ou ao menos para não cair para a última. Essa corrida armamentista começou de maneira modesta no final da década de 1880 e se acelerou no novo século, em particular nos últimos anos antes da guerra.

Contudo, guerra mundial não pode ser explicada como uma conspiração de fabricantes de armas, mesmo fazendo os técnicos, com certeza, o máximo para convencer generais e almirantes, mais familiarizados com paradas militares do que com a ciência, de que tudo estaria perdido se eles não encomendassem o último tipo de arma ou navio de guerra. Não há dúvida de que a acumulação de armamento que atingiu proporções temíveis nos últimos cinco anos anteriores a 1914 tornou a situação mais explosiva. Não há dúvida de que havia chegado o momento, ao menos no verão europeu de 1914, em que a máquina inflexível que mobilizava as forças da morte não poderia mais ser estocada. Porém, a Europa não foi à guerra devido à corrida armamentista como tal, mas devido à situação internacional que lançou as nações nessa competição.

HOBSBAWM, E. J. Da paz à guerra. In: ______. A Era dos Impérios: 1875-1914. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988. p. 424.
Página 40

Registre em seu caderno:



1. Uma das evidências da corrida armamentista foi a disputa pela supremacia naval entre a Grã-Bretanha, principal potência marítima, e a Alemanha. Analisando a tabela, pode-se afirmar que, em 1914, essas duas potências se encontravam em uma “condição de equilíbrio” em termos de poder naval? Por quê?


Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> HISTÓRIA%20CAMINHOS%20DO%20HOMEM%201%20AO%203º%20ANO%20-%20BASE -> DOCX
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Ronaldo vainfas
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Oficina de história: volume 1
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
DOCX -> Caminhos do homem: das origens da humanidade à construção do mundo moderno, 1º ano
DOCX -> Caminhos do homem: da era das revoluções ao Brasil no século, XIX, 2º ano


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   41   42   43   44   45   46   47   48   ...   464


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal