Caminhos do homem: do imperialismo ao Brasil no século XXI, 3º ano


Páginas 232-233 (Atividades finais – Revendo o capítulo)



Baixar 8.19 Mb.
Página438/464
Encontro08.10.2019
Tamanho8.19 Mb.
1   ...   434   435   436   437   438   439   440   441   ...   464
Páginas 232-233 (Atividades finais – Revendo o capítulo)

1. A hegemonia política das oligarquias rurais, em especial da elite cafeeira, baseava-se no fato de o café constituir-se no principal produto de exportação do Brasil à época da República Velha. A força política das oligarquias de Minas Gerais e de São Paulo materializou-se na “política do café-com-leite”, por meio da qual houve um revezamento dos representantes dos dois estados na presidência da República.

2. Política dos Governadores: um arranjo entre o presidente da república e as oligarquias agrárias dominantes de cada Estado, segundo o qual o chefe do Executivo apoiava, favorecia e liberava verbas para as chamadas “oligarquias situacionistas”. Em troca, os representantes destas no Congresso Nacional apoiavam a política oficial do presidente. Política do café com leite: um “rodízio” praticado na esfera da presidência da República envolvendo representantes políticos das oligarquias de Minas Gerais e de São Paulo.

3. Dentre as razões da Revolta de Canudos, destacaram-se: a opressão do latifúndio; a situação miserável na qual a população rural brasileira (certa de 70% do total) se encontrava; a separação entre o Estado e a Igreja, e a consequente instalação de um Estado laico a partir da implantação da República.

4. O movimento tenentista pretendia acabar com as instituições corruptas da República Oligárquica, as fraudes eleitorais, o mandonismo dos coronéis e seus “currais eleitorais”.

5. A Aliança Liberal constituiu-se em uma frente de oposição que uniu as oligarquias mineira, paraibana e gaúcha, com o objetivo de lançar a candidatura de Getúlio Vargas à presidência para o mandato 1930 - -1934, contestando, assim, a pretensão da oligarquia paulista de eleger outro de seus representantes (Júlio Prestes) para esse período e prolongar a sua permanência à frente do Executivo por mais quatro anos.

6. Controle sobre os Estados por meio da nomeação de interventores; censura prévia; proibição de greves e sindicalismo oficial; promulgação da Consolidação das Leis do Trabalho.

7. O envolvimento do Brasil na Segunda Guerra Mundial (1939-1945), ao lado dos Aliados, contra os governos fascistas de Hitler e Mussolini, a partir de agosto de 1942, gerou uma contradição na política interna – afinal, o Brasil era um regime autoritário que se posicionou ao lado daqueles que lutavam contra o nazifascismo. A derrota dos governos fascistas, em 1945, fez com que as pressões internas se ampliassem.


Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> HISTÓRIA%20CAMINHOS%20DO%20HOMEM%201%20AO%203º%20ANO%20-%20BASE -> DOCX
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Ronaldo vainfas
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Oficina de história: volume 1
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
DOCX -> Caminhos do homem: das origens da humanidade à construção do mundo moderno, 1º ano
DOCX -> Caminhos do homem: da era das revoluções ao Brasil no século, XIX, 2º ano


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   434   435   436   437   438   439   440   441   ...   464


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal