Caminhos do homem: do imperialismo ao Brasil no século XXI, 3º ano


Considerando o contexto apresentado, explique o que cada uma das charges representa e(ou) critica. 2



Baixar 7.86 Mb.
Página216/464
Encontro08.10.2019
Tamanho7.86 Mb.
1   ...   212   213   214   215   216   217   218   219   ...   464
1. Considerando o contexto apresentado, explique o que cada uma das charges representa e(ou) critica.

2. Explique por que as charges apresentadas podem ser consideradas fontes históricas.

A abolição da escravidão não foi acompanhada de políticas públicas que criassem condições de, efetivamente, integrar os ex-escravos na sociedade brasileira. O preconceito e a discriminação permaneceram e eram observáveis em várias situações.

Nesse contexto, a Marinha de Guerra era um verdadeiro microcosmo da realidade social do país. Enquanto a alta oficialidade era formada em sua maioria absoluta por brancos, os marinheiros, a quem cabiam os trabalhos mais pesados nos navios da esquadra, eram majoritariamente negros, muitos dos quais filhos de ex-escravos.

Professor, retome com os estudantes a questão da abolição, a falta de políticas de inserção dos ex-escravos na sociedade e, se achar pertinente, os reflexos disso na sociedade brasileira até os dias atuais.
Página 188

Em novembro de 1910, marinheiros de vários navios ancorados na Baía de Guanabara rebelaram-se contra as baixas remunerações e os castigos físicos a que eram submetidos por meio da chibata. Tomando o controle dos navios, sob a liderança de João Cândido, mais tarde conhecido como “Almirante Negro”, ameaçaram bombardear o centro da cidade do Rio de Janeiro.

O então presidente Hermes da Fonseca (1910-1914), as elites políticas e o alto comando da Marinha ainda tiveram mais uma surpresa: acreditaram que os marinheiros, por serem negros e, portanto, segundo eles, “rudes e ignorantes”, não teriam habilidade para manobrar os modernos navios. Enganaram-se.

A destreza das manobras realizadas nos navios, sob controle dos marinheiros, foi uma das razões que levaram o governo a ceder e a negociar as exigências. Porém, embora o governo tenha anunciado anistia, posteriormente prendeu os principais líderes da revolta, entre eles João Cândido; alguns revoltosos foram deportados para o norte do país e outros foram mortos na prisão da Ilha das Cobras.




Catálogo: editoras -> liepem18 -> OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> HISTÓRIA%20CAMINHOS%20DO%20HOMEM%201%20AO%203º%20ANO%20-%20BASE -> DOCX
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Ronaldo vainfas
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Oficina de história: volume 1
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Gilberto Cotrim Bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie Professor de História e advogado Mirna Fernandes
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Geografia Espaço e identidade Levon Boligian, Andressa Alves 3 Componente curricular Geografia
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do professor
OBRAS%20PNLD%202018%20EM%20EPUB -> Manual do Professor História Global
DOCX -> Caminhos do homem: das origens da humanidade à construção do mundo moderno, 1º ano
DOCX -> Caminhos do homem: da era das revoluções ao Brasil no século, XIX, 2º ano


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   212   213   214   215   216   217   218   219   ...   464


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal