Caderno anvisa cosm site indd



Baixar 488.7 Kb.
Pdf preview
Página22/43
Encontro22.07.2022
Tamanho488.7 Kb.
#24329
1   ...   18   19   20   21   22   23   24   25   ...   43
04. Guia de controle de qualidade de produtos cosméticos Autor Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

PARTE 2
84
Anvisa
Cosméticos
As soluções devem ser preparadas no momento do ensaio. Se o Terephthalydiene Di-
camphor Sulfonic Acid (TDSA) não estiver presente na solução padrão, checar o pH, que 
deve ser igual a 7, devido à instabilidade do Homosalate (HMS), do Octocrylene (OC) e do 
2-ethylhexyl salicylate (ES) em pH elevado. Duas soluções padrão devem ser preparadas
pois as substâncias 4-aminobenzoic acid (PABA), 2-phenylbenzimidazole-5-sulfonic acid 
(PBSA), Terephthalydiene Dicamphor Sulfonic Acid (TDSA) e Benzophenone-4 (BENZ-4) 
absorvem em comprimentos de onda muito próximos, interferindo na resolução.
2.6.1.3.3. Curva de Calibração
Construir uma curva de calibração a partir das soluções estoque em uma faixa de con-
centração entre 10 e 200 mg/l.
2.6.1.3.4. Procedimento
Pesar analiticamente uma quantidade de amostra, considerando que, após as devidas di-
luições, a concentração final da substância esteja na faixa mediana da curva de calibração 
(ver item 2.6.1.3.3). Adicionar etanol e, caso a formulação seja de difícil solubilização, 
adicionar Tween 80. A extração deve ser realizada em banho-maria, a 60ºC, por dez 
minutos, seguida de agitação vigorosa por trinta segundos e banho de ultra-som por 
dez minutos à temperatura ambiente. Após o resfriamento em temperatura ambiente, 
completar o volume com etanol. Se o PABA estiver presente na amostra, preparar para-
lelamente uma outra diluição com tampão etanol-acetato de sódio (60:40 v/v).
As soluções preparadas devem ser filtradas através de membrana filtrante e injetadas 
no sistema CLAE.
2.6.1.3.5. Cálculo 
Inserir na respectiva curva de calibração, por meio da equação de regressão linear, o 
valor da área do pico individual e determinar a sua concentração. 


Guia de Controle de Qualidade de Produtos Cosméticos
85
2.7. Identificação de Filtros Ultravioleta 
2.7.1. Identificação de Filtros Ultravioleta por Cromatografia Líquida 
de Alta Eficiência (CLAE)
2.7.1.1. Identificação de Octocrylene, Camphor Benzalkonium Metho-
sulphate, Benzophenone-3, Terephthalydiene Dicamphor Sulfonic Acid
Benzylidene Camphor Sulfonic Acid, Isoamyl p-Methoxycinnamate, 
Octyl Metoxycinnamate, PEG-25 PABA, Octyl Dimethyl PABA, Octyl 
Salicylate, Butyl Methoxydibenzoylmethane, Phenylbenzimidazole 
Sulfonic Acid e Octyl Triazone
2.7.1.1.1. Objetivo e Campo de Aplicação
Identificação de Octocrylene, Camphor Benzalkonium Methosulphate, Benzophenone-3, 
Terephthalydiene Dicamphor Sulfonic Acid, Benzylidene Camphor Sulfonic Acid, Isoamyl 
p-methoxycinnamate, Octyl Metoxycinnamate, PEG-25 PABA, Octyl Dimethyl PABA, Octyl 
Salicylate, Butyl Methoxydibenzoylmethane, Phenylbenzimidazole Sulfonic Acid e Octyl 
Triazone.
2.7.1.1.2. Princípio
A amostra e o padrão são diluídos com uma mistura de solventes. Depois da filtração, 
o tempo de retenção da amostra é comparado com o tempo de retenção da solução 
padrão.
2.7.1.1.3. Descrição do Método

Baixar 488.7 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   18   19   20   21   22   23   24   25   ...   43




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal