Brasil, uma história



Baixar 2.26 Mb.
Pdf preview
Página72/193
Encontro22.07.2022
Tamanho2.26 Mb.
#24335
1   ...   68   69   70   71   72   73   74   75   ...   193
Eduardo Bueno - Brasil. Uma história
P
OR QUÊ
: Os cabanos lutavam contra a nomeação dos presidentes da
província, impostos pelo distante poder central, no Rio de Janeiro. Mas, na
verdade, a Cabanagem foi a revolta contra as lastimáveis condições de vida a
que eram submetidas amplas parcelas da população da Província do Pará – uma
região remota, cujos vínculos com a corte eram tênues e imprecisos.
C
OMO TRANSCORREU A LUTA
: Na madrugada de 7 de janeiro de 1835, os
cabanos tomaram os quartéis e pontos-chave de Belém, matando, em plena rua,
o presidente da província e o comandante militar do Pará. O líder da rebelião,
Félix Antônio Malcher, assumiu o poder. Durante um ano, os cabanos foram os
verdadeiros senhores de Belém. Em 21 de janeiro de 1836, no entanto, estourou
um violento choque entre Malcher e seus aliados, os líderes populares Eduardo
Angelim e Francisco Pedro. O confronto entre as duas facções foi feroz e brutal.
Malcher ordenou o bombardeamento da cidade, depois de se refugiar em um
navio de guerra ancorado no porto. O caos então instaurou-se em Belém.
Em abril de 1836, quando o marechal Francisco José Andréia – um
“restaurador”, conhecido por sua dureza e rispidez – conseguiu retomar a cidade
em nome da Regência, deparou-se com um quadro desolador: a cidade
despovoada, quase inteiramente em ruínas, com ervas daninhas recobrindo as
ruas, e esgotos correndo a céu aberto. Embora o “exército” rebelde tivesse se
dispersado pela floresta, ou fugido utilizando-se da vasta rede fluvial vizinha a
Belém, o marechal Andréia determinou que os insurretos fossem perseguidos e
duramente reprimidos, ao longo de todo o ano de 1836. A repressão foi tão
sangrenta que cerca de 30 mil pessoas teriam sido mortas. A Cabanagem só foi
considerada inteiramente debelada em 25 de março de 1840, quando Gonçalves
Jorge de Magalhães, tido como o último líder cabano, enfim se rendeu.
A SABINADA

Baixar 2.26 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   68   69   70   71   72   73   74   75   ...   193




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal