Biologia Marcela Yaemi Ogo Mapa de conteúdos e recursos Volume 3 Orientações para o professor


a ) A frequência esperada é 0,4. Dados: ·



Baixar 135.06 Kb.
Página67/73
Encontro27.07.2022
Tamanho135.06 Kb.
#24380
1   ...   63   64   65   66   67   68   69   70   ...   73
Biologia 3 Orientações Professor
geografia-espa-o-e-identidade-levon-boligian-andressa-alves-3-c compress
10. a ) A frequência esperada é 0,4.
Dados:
· Frequência do alelo A = 0,6
· População = 6 000 indivíduos
Se p = 0,6, então a frequência de q é:
p + q = 1 0,6 + q = 1 q = 0,4
Frequência do alelo a é 0,4.
b ) A quantidade de indivíduos com polidactilia é de 5 040 e sem polidactilia é de 960. Calculando a frequência de homozigotos AA nessa
população, temos que:
p2 = (0,6)2 = 0,36
0,36 · 6000 (indivíduos) = 2 160 indivíduos
Calculando a frequência de heterozigotos Aa nessa população, temos que:
2 pq = 2 · 0,6 · 0,4 = 0,48
0,48 · 6 000 (indivíduos) = 2 880 indivíduos
Calculando a frequência de homozigotos aa nessa população, temos que:
q2 = 0,42 = 0,16
0,16 · 6 000 (indivíduos) = 960 indivíduos
2 160 (AA) + 2 880 (Aa) + 960 (aa) = 6000
11. Alternativa e.
12. a ) A frequência do alelo A na população 1 e 2 é 0,55, enquanto a frequência do alelo a nas duas populações é 0,45.
População 1
frequência do alelo A = número de alelos/A número total de alelos
Se p = 0,55, então a frequência de q é;
p + q = 1 ⇒ 0,55 + q = 1 ⇒ q = 0,45
População 2
frequência do alelo A =
número de alelos A/número total de alelos
p + q = 1 ⇒ 0,55 + q = 1 ⇒ q = 0,45
b ) A população com maioria de indivíduos homozigotos é a 1 com 160 indivíduos (90 AA + 70 aa). A população 2 tem somente 70 indivíduos homozigotos (45 AA + 25 aa).
13. Soma: 02 + 04 + 08 = 14.
14. Alternativa a.
15. Alternativa b.
16. F; F; F; F; V.
17. Alternativa b.
Capítulo 9
Tempo geológico e
Evolução humana
1. A teoria da Tectônica de Placas corrobora com a da existência da Pangeia. Segundo a teoria da Tectônica de Placas, existem processos de convecção responsáveis pelo fluxo de calor que faz o material do manto subir à superfície. Isso faz com que o assoalho oceânico se expanda e que as placas tectônicas que compõem a litosfera se movimentem. Esses e outros fatores contribuíram para que os continentes se fragmentassem ao longo do tempo. Os movimentos das placas tectônicas foram responsáveis pela formação e consequente fragmentação da Pangeia, o supercontinente. Com o passar do tempo, os continentes se separaram, pois as placas tectônicas estão em contínuo movimento, responsável pela conformação atual dos continentes.
2. O tamanho do crânio está relacionado ao tamanho do cérebro e à inteligência. Como consequência do aumento do cérebro, os hominídeos passaram a elaborar ferramentas, que os ajudaram a sobreviver, descobriram como fazer o fogo e como manipulá-lo. No ser humano atual, o aumento do cérebro também foi responsável por características como a vida em sociedade e a cultura.
3. A vida em sociedade permitiu que os seres humanos pudessem se estabelecer em um local, sem ter que migrar de um local a outro, e também restringiu a busca de alimentos, já que passaram a desenvolver o cultivo vegetal e o pastoreio. A cultura permite que os conhecimentos adquiridos em uma geração sejam transmitidos às demais.
4. Existem duas hipóteses principais: uma que defende que o ser humano atual se originou na África e depois migrou para os outros continentes (hipótese multirregional), e outra que acredita que o ser humano evoluiu separadamente nos continentes africano, asiático e europeu. Ambas defendem que populações de hominídeos migraram no passado da África para a Ásia e a Europa. A diferença seria de quando isso ocorreu. Segundo a teoria multirregional, essas populações migraram há cerca de 1,8 milhão de anos. Já segundo a teoria de origem na África, estima-se que isso tenha ocorrido entre 500 e 100 mil anos atrás.
5. O início da vida multicelular, entre 1 e 2 bilhões de anos atrás, ocorreu durante o éon Proterozoico. Já o início dos filos do reino animal ocorreu no início do éon Fanerozoico, há cerca de 543 milhões de anos, no período Paleozoico.
6. a ) A espécie de hominídeo conhecida mais antiga é Sahelanthropus tchadensis e é classificada em um gênero diferente do ser humano atual.
b ) Homo habilis conviveu com espécies distintas de hominídeos (H. erectus e H. rudolfensis).
c ) Esses hominídeos partilham o andar bípede entre si. Eles também partilham o polegar opositor com os chimpanzés e gorilas.
d ) Todos esses hominídeos eram bípedes e o cérebro era maior do que o dos társios e lêmures.
e ) H. sapiens provavelmente conviveu com outras espécies de hominídeos (H. neanderthalensis e H. floresiensis).
7. a ) O número 1 .
b ) Não, 5 e 6 se diferenciaram antes de 2, 3 e 4. c ) Não, 2, 3 e 4 têm o mesmo ancestral comum. d ) A espécie 6.
e ) 2 e 3 têm um ancestral comum e estão mais próximos evolutivamente entre si do que 5 e 6.
f ) Se 2 forem os hominídeos, 3 poderia ser o grupo dos chimpanzés ou dos gorilas e 4 também. Já 5 seriam os orangotangos e 6, os gibões.

Baixar 135.06 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   63   64   65   66   67   68   69   70   ...   73




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal