Biologia Marcela Yaemi Ogo Mapa de conteúdos e recursos Volume 3 Orientações para o professor


Genética de populações e Síntese moderna da Evolução



Baixar 135.06 Kb.
Página23/73
Encontro27.07.2022
Tamanho135.06 Kb.
#24380
1   ...   19   20   21   22   23   24   25   26   ...   73
Biologia 3 Orientações Professor
geografia-espa-o-e-identidade-levon-boligian-andressa-alves-3-c compress
Genética de populações e Síntese moderna da Evolução
Objetivos
· Conhecer os conceitos básicos de Genética de populações.
· Reconhecer a importância dos estudos sobre Genética de populações.
· Conhecer o histórico que levou ao desenvolvimento da Síntese moderna da Evolução.
· Reconhecer a influência das mutações, da recombinação gênica, da deriva genética, da migração, da seleção e da especiação sobre a evolução.
Abertura de capítulo
Página 130
A utilização do cinema na educação é uma vertente em ascensão. Antes muitos pesquisadores focavam apenas na busca de erros nos filmes de ficção científica, tentando mostrar o quanto eram irreais e distantes da ciência. Atualmente, entretanto, essa visão não se fundamenta. O cinema é tão próximo da realidade das pessoas atualmente, que tentar reduzi-lo a um simples entretenimento não faz mais sentido. É evidente que os alunos precisam perceber os elementos não científicos nos enredos, mas também devem perceber que muitos dos filmes de que gostam trazem muitos elementos baseados na ciência estudada no ambiente escolar. Assim, em vez de afastar o cinema dos alunos, é possível aproveitá-lo no processo educativo. Para isso, o professor deve direcionar o próprio olhar e o do aluno, para analisarem a ciência por trás das câmeras. Sobre essa abordagem, leia o trecho do texto a seguir.
A FC [ficção científica] tem sua própria maneira de falar sobre ciência, que é uma maneira que não encontramos mesmo em outras expressões ficcionais que falam da ciência. Ela é didática, porque se propõe a veicular ideias, mas não no sentido de explicar o que é a ciência ou ensinar conceitos científicos [...] O que ela veicula, acima de tudo, são as questões que incomodam ou estimulam as pessoas, e que são questões originadas na ciência e na nossa relação sociocultural com ela.
Nesse sentido, a FC não é algo que incorporamos na sala de aula como mais um recurso didático,
que se submete a nossos objetivos. Uma notícia de jornal, por exemplo, pode ser tirada de seu contexto e analisada em sala de aula, e certamente ainda estará veiculando posições ideológicas. Isso vale igualmente para a notícia e para a obra ficcional. No entanto, o compromisso que a notícia de jornal propõe ao leitor é completamente diverso do da obra de ficção. Esta lhe chama o envolvimento. A relação aqui é de sedução e ocorre no plano afetivo. A relação do leitor na notícia é com o conteúdo, mas com a obra de ficção é com a expressão. [...]
A FC, mais do que um possível recurso didático para o ensino de ciências, constitui um discurso social sobre a ciência. Isso implica que é possível encontrar nas obras de FC visões, debates e questões a respeito das ciências em voga no momento de produção das obras. [...]
PIASSI, Luís Paulo; PIETROCOLA, Maurício. Ficção científica e ensino de ciências: para além do método de encontrar erros em filmes. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 35, n. 3, set./dez. 2009. p. 536-537.
· Dessa maneira, é evidente que o conceito de mutação abordado nos filmes dos X-men não é o mesmo aceito cientificamente, mas suscita questionamentos por parte dos alunos. Essa aproximação de ciência com ficção pode despertar o interesse dos alunos em estudar os processos evolutivos e até mesmo discutir sobre a evolução da própria espécie humana, tema abordado no capítulo 9 deste volume.
Páginas 131 a 133
· Explique aos alunos que a Genética de populações estuda a frequência e a composição genética (uma coleção de frequência de genótipos diferentes em uma determinada população) das populações e como essa composição pode se modificar ao longo do tempo. O estudo da Genética de populações pode investigar: os padrões de reprodução em diferentes genótipos de uma população; as mudanças decorrentes da migração; a introdução de variações genéticas por mutação; a produção de novas características por recombinação gênica; as mudanças na composição da população por seleção natural e as consequências das flutuações aleatórias nas taxas de reprodução de diferentes genótipos.
· O estudo da Genética de populações pode ser experimental ou teórico. A parte experimental trabalha com descrição dos padrões de variação genética entre indivíduos das populações e estima as taxas de reprodução, mutação recombinação e seleção. Já a parte teórica, atua nas previsões da composição genética das populações e como elas podem mudar.
· O equilíbrio de Hardy-Weinberg se refere à segregação meiótica que ocorre em populações em que os indivíduos se reproduzem aleatoriamente. Isso resulta na distribuição de equilíbrio de genótipos após uma geração e, dessa maneira, mantém-se a variação genética. Isto é, a reprodução sexual não causa diminuição constante na variação genética das gerações, pois a quantidade de variação é constante de uma geração para outra, caso não haja mutação, migração, seleção natural nem deriva genética.

Baixar 135.06 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   19   20   21   22   23   24   25   26   ...   73




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal