Biologia Marcela Yaemi Ogo Mapa de conteúdos e recursos Volume 3 Orientações para o professor



Baixar 135.06 Kb.
Página21/73
Encontro27.07.2022
Tamanho135.06 Kb.
#24380
1   ...   17   18   19   20   21   22   23   24   ...   73
Biologia 3 Orientações Professor
geografia-espa-o-e-identidade-levon-boligian-andressa-alves-3-c compress
326
· Explique aos alunos que o estudo comparado da anatomia dos seres vivos (páginas 124 e 125), sobretudo a homologia dos órgãos, são características que ajudam a inferir a proximidade de um ser vivo a outro, além de ajudar a definir seu parentesco evolutivo.
· Ao trabalhar o conteúdo da página 126, verifique se os alunos percebem que os embriões das fotografias apresentam algumas similaridades morfológicas. Observações similares a essa foram feitas no século XVII. Os anatomistas observaram que embriões de mamíferos apresentavam semelhanças entre si e com outros vertebrados, pelo menos nas fases iniciais de desenvolvimento embriológico. Explique aos alunos que os estágios de desenvolvimento embrionário revelam que forma teria o estágio ancestral e como ele pode ter se transformado em diferentes ramos da árvore filogenética. Sobre isso, leia o trecho do texto a seguir.
[...] Esse é o mesmo motivo pelo qual todos os vertebrados terrestres (tetrápodes) desenvolvem arcos branquiais em determinado estágio de sua ontogenia. Em vez de serem usadas para a respiração, tais estruturas semelhantes a guelras são drasticamente reestruturadas em estágios posteriores da ontogenia e dão origem a muitas estruturas na região do pescoço de répteis, pássaros e mamíferos. A explicação evidente é que o programa genético de desenvolvimento não tem como eliminar os estágios ancestrais do desenvolvimento e é forçado a modificá-los durante os estágios subsequentes, de forma a torná-los adequados para o novo tipo de vida do organismo. O germe do órgão ancestral serve como um programa somático para o desenvolvimento do órgão reestruturado (Mayr, 1994). O que é recapitulado são sempre estruturas particulares, jamais a forma adulta completa do ancestral. [...]
MAYR, Ernst. O que é a Evolução. Rio de Janeiro: Rocco, 2009. p. 52-53.
Refletindo sobre o capítulo
Página 129
Respostas
a) Sim, ambos são classificados na família Elefantideae e partilham caracteres comuns.
b) A idade de suas rochas, a sobreposição de camadas de rochas e os fósseis nele encontrados.
c ) Porque foi o primeiro a elaborar uma teoria não criacionista.
d)
Atividade complementar
Teoria e lei
Objetivos

Baixar 135.06 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   17   18   19   20   21   22   23   24   ...   73




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal