Bakhtin, freire e vigotski


espanhol-língua estrangeira em formação inicial



Baixar 0.99 Mb.
Pdf preview
Página9/17
Encontro18.11.2022
Tamanho0.99 Mb.
#26034
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   ...   17
Degustacao Dialogos da educacao com Bakh
espanhol-língua estrangeira em formação inicial. Tese (Doutorado em Educação: cultura, 
organização e educação). Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo: USP, 2014. 
VIGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. 2. ed., São Paulo: Martins Fontes, 
2009. 
VIGOTSKI, L.S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos su-
periores. Tradução: José Cipolla Neto et al. São Paulo: Martins Fontes, 2007. 
VIGOTSKI, L.S. Pensamento e linguagem. Edição eletrônica de Ridendo Castigat Mores. 2001. 
E-book disponível em: < http://www.ebooksbrasil.org/eLibris/vigo.html>. Acesso em: 20 mai. 
2017. 
VOLÓCHINOV, V. (Círculo de Bakhtin). Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Editora 
34, 2017, 373p. 2018.


55
DIÁLOGOS DA EDUCAÇÃO SOCIOCONSTRUTIVISTA
1
Joélica Pereira de Lima
2
Josandra Araújo Barreto de Melo
3
No processo educacional socioconstrutivista é considerado o universo 
informacional que o aluno tem acesso, proporcionando maior motivação, in-
teração ativa e problematização do conteúdo estudado em relação a realidade 
vivenciada por estes, a indução ao questionamento e a reflexão são importan-
tes métodos a serem empregados pelo professor. 
Conforme Navas (2010, p. 70) afirma, “la enseñanza ya no puede seguir 
estando basada en la repetición de respuestas, sino en la formulación de pre-
guntas”, ou seja, o ato de ensinar não pode seguir estando embasado na re-
petição de respostas, mas na formulação de perguntas, como infere o autor. 
Participando deste discurso, Cavalcanti (2002, p. 86) corrobora que “é preciso 
[...] que a escola esteja conectada com esse mundo, no sentido de continuar 
trabalhando com o saber escolar, mas sem desconsiderar o saber produzido 
fora da escola, ao contrário, trabalhando com ele”. Uma educação sociocons-
trutivista é alicerçada, assim, na condução do aluno ao questionamento do 
que se aprende e em sua correlação com as práticas de vida. 
Na educação socioconstrutivista, o “professor tem um papel importante 
[...], como mediador entre o aluno e a informação recebida, promovendo o 
“pensar sobre” e desenvolvendo a capacidade do aluno de contextualizar, es-
tabelecer relações e conferir significados às informações” (PONTUSCHKA; 
PAGANELLI; CACETE, 2009, p. 262). Essa mediação feita pelo professor é o 
pontapé para a proatividade do aluno na busca da participação.
O aluno é levado, dessa forma, a questionar o que se aprende por meio 
de debates e indagações, e a relacionar com seu cotidiano: “não se trata de 
1 Este texto apresenta um recorte aprimorado da dissertação de mestrado defendida pela autora no Programa de 
Pós-Graduação em Formação de Professores, da Universidade Estadual da Paraíba.
2 Mestre em Formação de Professores, Especialista em Fundamentos da Educação e Licenciada em Geografia 
pela Universidade Estadual da Paraíba, UEPB. Professora Efetiva da Rede Pública Estadual da Paraíba. Campina 
Grande-PB, Brasil. Contato: joelicalima@gmail.com 
3
Professora Doutora lotada no Departamento de Geografia (UEPB), desde 2004. Professora Permanente do Pro-
grama de Mestrado Profissional em Formação de Professores PPGFP-UEPB. Campina Grande-PB, Brasil. Contato: 
ajosandra@yahoo.com.br


68
NAVAS, Juan Miguel Batalloso. Didáctica desconstructiva y complejidad: algunos principios. In: 
MORAES, Maria Cândida; NAVAS, Juan Miguel Batalloso (Orgs). Complexidade e transdis-
ciplinaridade em educação: teoria e prática docente. Rio de Janeiro: Wak Ed., 2010.
OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de. Educação e Ensino de Geografia na realidade brasileira. In: 
OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de (Org.). Para onde vai o ensino de Geografia?. 9 ed. São 
Paulo: Contexto, 2005.
Oliveira, Marta Kohl de. Vygotsky: aprendizado e desenvolvimento: um processo sócio-histórico. 
São Paulo: Editora Scipione, 1997.
PONTUSCHKA, Nídia Nacib; PAGANELLI, Tomoko Iyda; CACETE, Núria Hangli. Para ensinar 
e aprender Geografia. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2009.
SILVA, A.C.P.; SOUZA, F.M. O papel da mediação estratégica nas práticas telecolaborativas. In: 
SOUZA, F.M. et al (Orgs.). Diálogos da educação com Bakhtin, Freire e Vigotski. São Paulo: 
Mentes Abertas, 2020.
VESENTINI, José William. Geografia crítica e ensino. In: OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de 
(Org). Para onde vai o ensino de Geografia? 9.ed. São Paulo: Contexto, 2005.


69

Baixar 0.99 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   ...   17




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal