Atualização da Diretriz de Ressuscitação Cardiopulmonar e Cuidados Cardiovasculares de Emergência da Sociedade


Parada Cardiorrespiratória por Afogamento



Baixar 8.81 Mb.
Pdf preview
Página352/535
Encontro30.06.2021
Tamanho8.81 Mb.
1   ...   348   349   350   351   352   353   354   355   ...   535
12.8.4. Parada Cardiorrespiratória por Afogamento
A OMS estima que ocorram aproximadamente 372 mil 
mortes por ano por afogamento, sendo 90% dos óbitos em 
países de baixa e média renda.
977
 Os fatores associados com 
afogamento (suicídio, acidentes de tráfego, abuso de drogas 
e álcool) variam de país para país.
978
 Dentre as causas, as 
externas são os principais responsáveis por óbitos em menores 
que 4 anos de idade no Brasil.
O ILCOR define afogamento como um processo que resulta 
em insuficiência respiratória decorrente de imersão/submersão 
em líquido.
979
 Após a submersão, a vítima inicialmente segura 
a respiração antes de desenvolver laringoespasmo. Durante 
este processo, a vítima frequentemente engole grande 
quantidade de água e pode broncoaspirar também. Como 
resultado, evolui para hipóxia e hipercapnia. Sem ajuda e 
retorno da ventilação, a vítima apresenta bradicardia antes 
de evoluir com PCR,
979-982
 sendo a correção da hipóxia fator 
determinante para o RCE. 
O tratamento de uma vítima de afogamento envolve quatro 
fases distintas, mas interrelacionadas entre si: o resgate na 
água, SBV, SAV e cuidados pós-ressuscitação.
 O resgate e a ressuscitação de uma vítima de afogamento 
envolvem equipe multiprofissional. 



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   348   349   350   351   352   353   354   355   ...   535


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal