Atualização da Diretriz de Ressuscitação Cardiopulmonar e Cuidados Cardiovasculares de Emergência da Sociedade


Cardiovasculares de Emergência da Sociedade Brasileira de Cardiologia – 2019



Baixar 8.81 Mb.
Pdf preview
Página300/535
Encontro30.06.2021
Tamanho8.81 Mb.
1   ...   296   297   298   299   300   301   302   303   ...   535
Cardiovasculares de Emergência da Sociedade Brasileira de Cardiologia – 2019
Arq Bras Cardiol. 2019; 113(3):449-663
Furosemida
Diurético de alça
C
Sim
Desconhecido
Risco baixo
Monitorizar peso fetal. Pode reduzir 
produção de leite
Gentamicina
Antimicrobiano 
(amionoglicosídeo)
D
Sim
Sim
Risco muito baixo
Possibilidade de surdez irreversível 
bilateral em recém-nascidos 
se usado na gestação (efeito 
observado com estreptomicina)
Heparina não 
fracionada
Anticoagulante
C
Não
Não
Risco muito baixo
Uso em longo prazo apresenta risco 
maior de desenvolver osteoporose 
e plaquetopenia em relação à 
HBPM. Utilizar formulações sem 
álcool benzílico durante gestação 
e puerpério
Hidralazina
Vasodilatador
C
Sim
Sim
Risco muito baixo
Pode causar sintomas lúpus-like 
na mãe e taquicardia fetal (se uso 
materno)
Hidroclorotiazida
Diurético
B
Sim
Sim
Risco muito baixo
Pode causar oligodrâmnio
Imepenem
Antimicrobiano 
(carbapenêmico)
C
Sim
Sim
Risco muito baixo
Inibidores da PCSK-9
Antilipemiantes
D
Desconhecido
Desconhecido
?
Ainda não há estudos em gestantes
Ivabradina
Diminui a FC por 
atuação no nó 
sinoatrial
C
Desconhecido
Desconhecido
Risco alto
Recomenda-se não amamentar
Levosimendan
Inotrópico
C
Desconhecido
Desconhecido
Risco baixo
Poucos estudos em gestantes
Lidocaína
Antiarrítmico (classe 
Ib)
B
Sim
Sim
Risco muito baixo
Pode causar bradicardia fetal, 
acidose e toxicidade de SNC
Lisinopril
IECA
D
Sim
Desconhecido
Risco baixo
Contraindicado
Losartana
BRA
D
Sim
Desconhecido
Risco baixo
Contraindicada
Meropenem
Antimicrobiano 
(carbapenêmico)
B
Sim
Sim
Risco muito baixo
Medicação segura
Metildopa
Agonista 
alfadrenérgico de 
ação central
B
Sim
Sim
Risco muito baixo
Seguro para uso em longo prazo
Metoprolol 
Betabloqueador 
(classe II)
C
Sim
Sim
Risco muito baixo
Pode causar bradicardia e 
hipoglicemia no feto
Midazolan
Sedativo
D
Sim
Sim
Risco muito baixo
Relacionado a prematuridade e ao 
baixo peso ao nascer
Milrinone
Inotrópico (inibidor da 
fosfodiesterase)
C
Desconhecido
Desconhecido
Risco baixo
Poucos estudos em gestantes
Mononitrato de 
isossorbida
Nitrato
B
Desconhecido
Desconhecido
Risco baixo
Usado como vasodilatador 
associado à hidralazina para 
tratamento de IC em gestantes; 
não recomendado uso como anti-
hipertensivo
Nebivolol
Betabloqueador
C
Desconhecido
Desconhecido
Risco alto
Pode causar bradicardia e 
hipoglicemia
Nifedipina
Bloqueador de canal 
de cálcio
C
Sim
Sim
Risco muito baixo
Somente deve ser usada a de ação 
prolongada
Nitroglicerina
Vasodilatador
B/C
Sim
Desconhecido
Risco muito baixo
Indicada no edema pulmonar
Nitroprussiato
Vasodilatador
C
Sim
Desconhecido
Alto risco
Deve-se atentar para intoxicação 
por cianeto (materna e fetal)
Noradrenalina
Vasopressor
C
Sim
Desconhecido
Risco muito baixo
Olmesartana
BRA
D
Desconhecido
Desconhecido
Risco baixo
Contraindicada
Oxacilina
Antimicrobiano 
(betalactâmico)
B
Sim
Sim
?
Penicilina G
Antimicrobiano 
(betalactâmico)
B
Sim
Sim
Risco muito baixo
Droga de escolha em algumas 
infecções na gestação
549


Atualização
Atualização da Diretriz de Ressuscitação Cardiopulmonar e Cuidados 
Cardiovasculares de Emergência da Sociedade Brasileira de Cardiologia – 2019
Arq Bras Cardiol. 2019; 113(3):449-663
Pindolol
Betabloqueador
B
Sim
Sim
?
Pode ser usado na gestação.
Polimixina B
Antimicrobiano
D
Desconhecido
Desconhecido
Risco muito baixo
Uso não recomendado na gestação
Prasugrel
Antiplaquetário
B
Desconhecido
Desconhecido
?
Informações limitadas na gestação.
Propofol
Sedativo
B
Sim
Sim
Risco muito baixo
Pode causar depressão respiratória 
no recém-nascido
Proprafenona
Antiarrimitco (classe 
IC)
C
Sim
Desconhecido
Risco baixo
Efeitos colaterais pouco conhecidos
Propranolol
Betabloqueador 
(classe II)
C
Sim
Sim
Risco muito baixo
Pode causar bradicardia e 
hipoglicemia no feto
Ramipril
IECA
D
Sim
Sim
Risco baixo
Associado a malformações no feto
Rifampicina
Antimicrobiano
C
Sim
Sim
Risco muito baixo
Pode desencadear hemorragia 
pós-natal se usada nas ultimas 
semanas de gestação
Sildenafil
Inibidor da 
fosfodiesterase-5
B
Desconhecido
Desconhecido
Risco baixo
Informações limitadas em gestantes
Sotalol
Antiarrítmico (classe 
III)
B
Sim
Sim
Risco baixo
Experiência limitada
Teicoplanina
Antimicrobiano
X
Desconhecido
Desconhecido
Risco baixo
Não utilizar na gestação
Tenecteplase
Fibrinolítico
C
Desconhecido
Desconhecido
?
Aumento do risco de sangramento 
em gestantes.
Ticagrelor
Antiplaquetário
C
Desconhecido
Desconhecido
?
Não há estudos em gestantes
Tirofiban
Inibidor do receptor 
IIb/IIIa plaquetário
B
Desconhecido
Desconhecido
Risco alto
Informações limitadas na gestação
Trimetazidina
Antianginoso
X
Desconhecido
Desconhecido
Risco alto
Não utilizar na gestação
Valsartana
BRA
D
Desconhecido
Desconhecido
Risco baixo
Associado a malformações no feto
Vancomicina
Antimicrobiano
B/C
Sim
Sim
Risco muito baixo
B – oral
C – injetável 
Varfarina
Antagonista da 
vitamina K
D
Sim
Sim
Risco muito baixo
Pode causar malformações e 
sangramentos
Verapamil
Bloqueador de canal 
de cálcio
C
Sim
Sim
Risco muito baixo
VO é bem tolerado, IV pode causar 
hipotensão e hipoperfusão
* Risco potencial para o lactente: risco potencial de complicações ou efeitos adversos ao lactente caso a mãe use a medicação durante a lactação. Classificação 
estabelecida pela Association for the Promotion of and Scientific and Cultural Research into Breastfeeding (APILAM), disponível em www.e-lactancia.org. Medicações 
marcadas com o símbolo (?) não constam nessa base de dados. Categorias de riscos (1) risco muito baixo: compatível com a lactação, sem demonstração de 
risco clinicamente significante para a processo de lactação ou para o lactente, baseado em informações confiáveis publicadas na literatura científica; (2) risco 
baixo: segurança moderada. É possível haver um risco pequeno. Recomenda-se acompanhamento clínico da mãe e da criança. Informações obtidas a partir de 
publicações da literatura científica ou do que é esperado a partir das características físico-químicas e farmacocinéticas da substância; (3) risco alto: pouca segurança 
para recomendar o uso durante a lactação, a partir das mesmas fontes de informações descritas nas categorias anteriores. Avaliar risco-benefício e, sempre que 
possível, optar por medicações alternativas; (4) risco muito alto: uso não recomendado durante a lactação. Avaliar uso de medicação alternativa ou suspender 
lactação, a depender da situação clínica. Dados disponíveis apontam para alto risco de toxicidade. AAS: ácido acetilsalicílico; PCR: parada cardiorrespiratória; BRA: 
bloqueador do receptor da angiotensina; IECA: inibidor da enzima conversora de angiotensina; HBPM: heparina de baixo peso molecular; FC: frequência cardíaca; 
SNC: sistema nervoso central; IC: insuficiência cardíaca; VO: via oral.
11. Suporte Básico de Vida em Pediatria
11.1. Introdução
A PCR em pediatria ocorre em consequência da 
deterioração da função respiratória ou choque, ocasionando 
hipoxemia e acidose progressiva, culminando na PCR 
secundária. A PCR primária de causa cardíaca, como nos 
adultos (FV e TV), constitui causa menos frequente, entre 5 a 
15% das PCR pediátricas pré-hospitalares.
906,907 
O SBV é a base do SAV em pediatria. Apesar dos avanços 
em RCP, apenas 17% dos adultos e 27% das crianças 
sobrevivem à alta hospitalar após PCR.
196,908,909
 A prevenção 
da PCR, o início precoce da RCP e o pronto acionamento do 
serviço médico de emergência constituem os fundamentos 
do SBV de qualidade.
A II Diretriz de Ressuscitação Cardiopulmonar e Cuidados 
Cardiovasculares de Emergência da Sociedade Brasileira de 
Cardiologia segue as atualizações das diretrizes de 2015 da 
AHA para RCP e ACE, no que refere ao SBV em Pediatria. 
As Diretrizes de Ressuscitação devem levar em consideração 
a variação local da infraestrutura médica de emergência, 
permitindo alguma flexibilidade quando necessário, e 
considerar que o atendimento é iniciado, muitas vezes, por 
profissionais não pediatras.
910,911 
550

1   ...   296   297   298   299   300   301   302   303   ...   535


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal