Atualização da Diretriz de Ressuscitação Cardiopulmonar e Cuidados Cardiovasculares de Emergência da Sociedade


Atualização da Diretriz de Ressuscitação Cardiopulmonar e Cuidados



Baixar 8.81 Mb.
Pdf preview
Página207/535
Encontro30.06.2021
Tamanho8.81 Mb.
1   ...   203   204   205   206   207   208   209   210   ...   535
Atualização da Diretriz de Ressuscitação Cardiopulmonar e Cuidados 
Cardiovasculares de Emergência da Sociedade Brasileira de Cardiologia – 2019
Arq Bras Cardiol. 2019; 113(3):449-663
estenótica intracraniana aguda, não tendo sido demonstrado 
superioridade da heparina.
634
Recomendações
•  Não se recomenda a anticoagulação de forma rotineira, 
com HNF ou heparina de baixo peso, em pacientes na 
fase aguda do AVC isquêmico (Classe de Recomendação 
III; Nível de Evidência A).
8.7.2. Antiagregantes Plaquetários 
O efeito da aspirina na redução da mortalidade, morbidade 
e recorrência de AVC, quando iniciada dentro das primeiras 
48 horas da instalação dos sintomas, foi demonstrado há quase 
20 anos, nos estudos CAST e IST.
635,636
O uso de ticlopidina, clopidogrel, dipiridamol ou outro 
antiagregante plaquetário, de forma isolada, ainda não foi 
avaliado adequadamente na fase aguda do AVC isquêmico. 
Se contraindicação ao AAS, outros antiagregantes plaquetários 
podem ser uma alternativa terapêutica. Recentemente, 
o estudo SOCRATES, avaliando o uso de ticagrelor em 
monoterapia comparado com aspirina, em pacientes com AVC 
leve e não submetidos à trombólise, não mostrou benefício 
com o uso de ticagrelor.
637
O uso de dupla antiagregação para pacientes com AVC 
isquêmico ainda necessita de maior investigação.
638
Recomendações
•  Recomenda-se o início da administração oral de AAS na 
dosagem diária de 160 a 300 mg em até 48 horas após a 
instalação do AVC isquêmico (Classe de Recomendação 
I; Nível de Evidência A).
•  Não existe evidência, até o momento, de benefício 
para a administração rotineira de outros antiagregantes 
plaquetários em monoterapia na fase aguda do AVC 
isquêmico (Classe de Recomendação IIb; Nível de 
Evidência C).
•  O uso de dupla antiagregação plaquetária parece ser 
benéfico quando instituído nas primeiras 24 horas e por 
curto prazo (21 dias) em pacientes com AVC isquêmico 
menor de etiologia presumivelmente não cardioembólica 
(Classe de Recomendação IIb; Nível de Evidência B).



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   203   204   205   206   207   208   209   210   ...   535


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal