Atletismo histórico do Atletismo



Baixar 1.28 Mb.
Encontro30.06.2021
Tamanho1.28 Mb.

ATLETISMO

Histórico do Atletismo

UM POUCO DA HISTÓRIA DO ATLETISMO

Foi na Grécia Antiga, na época em que se realizavam os Jogos Olímpicos, que o atletismo atingiu todo o seu esplendor.

Os gregos eram, então, um povo que considerava a prática de atividades físicas tão importante para o desenvolvimento harmônico e integral do ser humano quanto as ciências e as artes – filosofia, matemática, astronomia, história, canto, poesia, música, literatura, escultura. Os exercícios eram praticados por homens, mulheres e crianças.

UM POUCO DA HISTÓRIA DO ATLETISMO

Porém, durante o período em que a Grécia caiu sob dominação do Império Romano, os Jogos Olímpicos tornaram-se cruéis e sanguinários até que, no ano 394 a.C., o imperador Teodósio II aboliu as competições em todo o território do império. Depois disso, o atletismo foi quase abandonado.

Em 1790, os ingleses organizaram as primeiras competições atléticas para amadores, estabelecendo, também as primeiras regras para esse desporto. Da Inglaterra, o gosto pelo atletismo foi se tornando popular por toda a Europa. E, assim, chegou até os Estados Unidos, onde surgiu a Associação Atlética de Nova York, em 1865.

UM POUCO DA HISTÓRIA DO ATLETISMO

A evolução do atletismo até os dias de hoje foi profundamente influenciada pelo avanço do conhecimento sobre a fisiologia do corpo humano, pelo alcance dos treinos e pela tecnologia. Recordes continuam a ser quebrados, mas acredita-se que haja pouca margem para avanço.

Atualmente, o atletismo é praticado em todo mundo. Em 2010, a Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF) criou a Liga de Diamante do Atletismo, para estimular a prática das diversas modalidades pelo mundo.

O ATLETISMO NO BRASIL

O Atletismo desembarcou no Brasil por volta de 1910, tendo a Confederação Brasileira de Desportos filiado-se à (IAAF) em 1914. A partir dos anos 1920, vários estados começaram a criar suas federações. A estreia brasileira em Jogos Olímpicos deu-se em Los Angeles, em 1932, mas vinte anos se passaram até a conquista das primeiras medalhas, em Helsinque, na Finlândia: Adhemar Ferreira da Silva trouxe o ouro no salto triplo e José Telles da Conceição ficou com o bronze no salto em altura.

O ATLETISMO NO BRASIL

Em 1977, foi criada a Confederação Brasileira de Atletismo, a CBAt, para unificar os esforços pelo desenvolvimento do atletismo do país. Na safra de medalhas que veio a seguir, vale destacar o bronze no salto triplo de João Carlos de Oliveira, o João do pulo, em Moscou, 1980; o ouro de Joaquim Carvalho Cruz nos 800 metros rasos, em Los Angeles, 1984; e o bronze de Robson Caetano nos 200 metros rasos, em Seul, 1988. 

O ATLETISMO NO BRASIL

A partir de 1987, com a decisão da CBAt de enviar o maior número possível de atletas a campeonatos internacionais, o atletismo nacional ganhou novo fôlego e vem obtendo ganhos significativos , como a medalha de ouro no salto em distância para a atleta Maurren Maggi, em Pequim, 2008. É visível também que o Brasil amplia sua participação em provas nas quais não tinha tradição, como o salto em distância e o salto com vara, modalidade na qual se destaca Fabiana Murer, campeã mundial em Daegu, coréia do Sul, 2011. Ainda na modalidade salto com vara, Thiago Braz conquistou a medalha de ouro olímpica, no Rio de Janeiro, 2016.

Prof. Anderson Oliveira.

Prof. Anderson Oliveira.




Compartilhe com seus amigos:


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal