Atividade assíncrona 4 filosofia



Baixar 13.57 Kb.
Encontro20.07.2021
Tamanho13.57 Kb.

ATIVIDADE ASSÍNCRONA 4 – FILOSOFIA

Na obra cinematográfica “Persépolis”, há uma denúncia e crítica existente em torno do regime governamental vigente durante os anos 80 no país Irã, nesse caso, são abordadas inúmeras situações vivenciadas por uma menina chamada Marjane Satrape. Proveniente de uma família que compactua com a luta pela causa comunista, a garota vivenciou durante toda a sua infância fortes movimentos de perseguição aos povos que eram contrários aos ideais do governo vigente do Irã, sendo muitas vezes perseguidas e até mesmo mortas. Em outro momento de sua vida, Marjane consegue se mudar para a Europa, e lá ela consegue vislumbrar o quão perceptível são as diferenças entre o mundo ocidental e o oriental do qual ela é proveniente, principalmente pelo fato de que em seu antigo país havia muitas perseguições realizadas quanto à práticas que no mundo contemporâneo são consideradas como normais, como é o caso do consumo de cigarro e bebida alcóolica, o comprimento da vestimenta de mulheres, regras quanto ao casamento e entre outras coisas. Seguindo essa lógica, podemos atrelar tais medidas tomadas durante o enredo de Persépolis, como ações que condizem com o cumprimento dos ideais estabelecidos pelo filósofo Maquiável, o qual possuía uma certa filosofia política de que um determinado príncipe – ou seja, governante -, existe não para estabelecer um conceito de justiça perante a sociedade, mas sim para atender aos desejos das camadas mais baixas, sem estar situado ao lado dos grandes membros da alta sociedade. Nesse contexto, Maquiável defende o ponto de que as vezes um governante pode utilizar de meios considerados como “dolosos” para o bem da população, sendo justamente isso o que é presenciado por Marjane durante o filme, pois o governante do Irã utiliza a religião como defesa para promover diversas proibições e execuções desnecessárias em todo território nacional. Em outro ponto, ainda podemos relacionar o filme com a teoria política pregada por Thomas Hobbes, porque ele defende o ponto de que a política serve como um meio de manutenção da sociedade, em que apesar de haver privações do exercimento das liberdades individuais dos membros que a compõem, tais privações acabam sendo necessárias para que se alcance a paz e a proteção da liberdade comunitária. A partir disso, podemos relacionar tal teoria com as mesmas ações tomadas pelo governo do Irã, pois ele defende o ponto de que ao privar algumas determinadas práticas do seu povo, será algo benéfico, em prol da salvação de acordo com a respectiva religião predominante no país, sendo assim, algo aceito – por mais que parcialmente -, pela população.

Compartilhe com seus amigos:


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal