Animais abandonados: a crueldade imposta pelo ser humano



Baixar 160.16 Kb.
Pdf preview
Página3/3
Encontro28.12.2022
Tamanho160.16 Kb.
#26175
1   2   3
7447-Texto do artigo-32055-1-10-20160929
Modalidade do trabalho: Relatório Técnico-científico 
realizada através dos meios de comunicação. Informou ainda que as leis vigentes englobam multas 
e punições severas em relação ao abandono de animais. 
Os moradores, em sua maioria, destacaram o quão é ruim a situação dos animais nas ruas, pois eles 
de certo modo atrapalham o tráfego e deixam resíduos fecais nas calçadas, por outro lado, também 
relatam (a maioria) que gostariam de adotar um cachorro ou gato abandonado, mas, muitas vezes, 
por falta de condições não é prosseguem com a ação. Muitos cidadãos também demonstraram 
sensibilidade em relação a situação dos animais abandonados e afirmaram que promovem ações 
como o oferecimento de alimentos para os mesmos, algumas vezes em seus próprios quintais, 
porém sem um “compromisso” constante com a ação. 
A situação dos animais de rua está cada vez mais delicada, não só no município de Guarani das 
Missões, mas em todos os municípios do Estado, e representa um problema de saúde pública uma 
vez que, devido a fome e outros fatores estes animais muitas vezes reviram o lixo atrás de comida e 
podem vir a transmitir doenças, além destes fatores podem ainda provocar acidentes de trânsito, 
uma vez que andam “soltos” nas vias públicas. 
CONSIDERAÇÕES FINAIS: 
Destacamos que os animais abandonados vêm a ser um problema de saúde pública, uma vez que 
estão propensos a transmitir doenças para os seres humanos. A prefeitura de nossa cidade não tem 
um abrigo para levar os animais abandonados, por falta de recursos, mas a prefeita incentiva a 
criação de ONGs, por parte de empresas ou pessoas. Conclui-se que se não houvesse o abandono 
por parte dos donos de animais este problema poderia ser evitado ou ao menos minimizado, por isso 
é de fundamental importância ressaltar a comunidade que se comprometa em cuidar de um animal 
de estimação até o final de sua vida, que é de mais ou menos 12 a 15 anos, evitando problemas 
futuros. 
REFERÊNCIAS: 
DESCOLA, Philippe. Estrutura ou sentimento: a relação com o animal na Amazônia. Mana 4.1 
(1998): 
p. 
23-45. 
Arquivo 
digital. 
Disponível 
em 
93131998000100002> Acesso em Junho de 2016. 
MAPAA, Proteção Animal. Conteúdo online. Disponível em Acesso 
em Junho de 2016. 
SANTANA, Luciano Rocha. OLIVEIRA, Thiago Pires. Guarda Responsável e Dignidade dos 
Animais. 
Arquivo 
digital. 
Disponível 
em 
 
Acesso em Junho de 2016. 
SOUZA, Joseth Filomena de Jesus. SHIMIZU, Helena Eri. Representação Social acerca dos 
Animais e Bioética de Proteção: Subsídios à Construção da Educação Humanitária. Revista bioética 
21.3 (2013): p. 546-556. 

Baixar 160.16 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal