Analisando as avaliações em História – ufes 2013



Baixar 26.08 Kb.
Página5/26
Encontro17.03.2020
Tamanho26.08 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   26

SOBERANIA POPULAR

Soberania popular é uma concepção político-social contratualista, fundamentada, principalmente, por Thomas Hobbes (1588-1679), John Locke (1632-1704) e Jean-Jacques Rousseau (1712-1778).

O fundamento da soberania popular é que a legitimidade do Governo e/ou da Lei baseia-se no consentimento dos governados.

A soberania popular é o princípio básico da concepção da democracia, que legitima as formas de governo, como a república e a monarquia constitucional.

Também é simbólica a definição de Abraham Lincoln, em relação ao governo "do povo, pelo povo e para o povo".

NEGLIGÊNCIA SALUTAR... E OUTROS...

A Declaração de Independência das Treze Colônias (1776).

A Convenção Constitucional de Filadélfia, na Pensilvânia (1787).

 Soberania popular na concepção de uma forma de governo republicana, baseada na democracia representativa e parlamentar.

QUESTÃO 2

“[...] O historiador Franz Fanon afirmou aos 40 pied-noirs (pés-negros) da Argélia que, depois da queda do Império Romano e dos reinos bárbaros, houve um florescimento da civilização árabe; os ouvintes, todos muçulmanos, começaram a rir: civilização e árabe eram palavras que pareciam não poder andar juntas [...].” (MACEDO, José Rivair. Repensando a Idade Média no ensino de História. In: KARNAL, Leandro. História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. São Paulo: Contexto, 2005, p.115).




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   26


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal