América Latina: Competências Para o trabalho Na Era Das Máquinas Inteligentes



Baixar 161.88 Kb.
Pdf preview
Página7/33
Encontro23.04.2021
Tamanho161.88 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   ...   33
AMÉRICA LATINA: COMPETÊNCIAS PARA O TRABALHO NA ERA DAS MÁQUINAS INTELIGENTES  10

Usando dados de cinco países – Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e 

México –, criamos um modelo do possível impacto da aceleração da 

automação das tarefas de rotina na América Latina. O modelo calcula 

a probabilidade da eliminação de cargos nos próximos dois anos para 

diferentes tipos de trabalhadores, com base no tempo que eles gastam em 

tarefas rotineiras. Trabalhadores que dedicam pelo menos 75% do tempo 

a essas tarefas são mais vulneráveis a serem substituídos pela automação. 

Portanto, é mais urgente ajudá-los a desenvolver novas competências. 

Trabalhadores que passam, no máximo, 25% do tempo em tarefas de 

rotina são os menos expostos. Nosso modelo aponta que um em cada 

quatro trabalhadores na economia formal da América Latina, ou cerca de 

38 milhões de pessoas, está em cargos com alto potencial de automação. 

Aproximadamente 43% estão na categoria de média probabilidade de 

automação, ou seja, aqueles que passam de 25% a 75% do tempo de 

trabalho realizando tarefas rotineiras (Figura 1). 

É importante salientar que esse modelo descreve a parcela de cargos que 

podem ser automatizados, mas não tenta estimar quantos cargos de fato 

o serão. Isso dependerá muito da rapidez com que as empresas adotem 

tecnologias como Inteligência Artificial (algo que variará de acordo com 

o setor), possíveis intervenções dos governos para evitar um aumento do 

desemprego, e da medida em que as firmas encontrem novas funções 

para os trabalhadores afetados (para saber mais sobre nossa metodologia, 

veja o anexo “Modelagem da vulnerabilidade dos empregos”). 

Também construímos um modelo do potencial de automação dos postos 

de trabalho conforme o setor. Descobrimos que, em tese, metade dos 

empregos na indústria de transformação e na construção, bem como 

quase quatro em cada dez cargos em grupos que incluem setores 

como transporte e telecomunicações, são vulneráveis à automação. 

Em alguns setores de serviços – como educação, serviços profissionais

administração pública e serviços pessoais – menos cargos estão sujeitos à 

automação no período.



1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   ...   33


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal