Alguém Tem Que Pagar!



Baixar 54.02 Kb.
Pdf preview
Página6/7
Encontro17.03.2020
Tamanho54.02 Kb.
1   2   3   4   5   6   7
QUEREMOS MESMO JUSTIÇA?

Embora tudo isto seja uma boa notícia para

as pessoas que odeiam a injustiça no mundo,

torna-se uma má notícia quando pensamos nos

crimes que nós praticamos contra Deus! Será que

realmente queremos viver num mundo onde o

pecado é sempre castigado? Queremos que Deus



4

nos trate com justiça? Certamente que não!

Dr. Jimmy Allen, meu professor de Romanos

na faculdade, costumava ilustrar isto contando

sobre uma ocasião em que ele foi detido pela

polícia estadual por excesso de velocidade.

“Na hora”, disse ele, “você quer misericórdia, e

não justiça!” Quando se trata de nossos peca-

dos, todos nós queremos misericórdia, e não

justiça. Queremos perdão, e não justiça. Quando

comparecemos perante Deus, todos nós somos

culpados e carecemos de misericórdia. É esta

situação desesperadora que nos leva à cruz

de Cristo!

Alguns missionários cristãos têm se surpre-

endido com budistas que ouvem com entusiasmo

a apresentação do evangelho vindo depois a

informar os cristãos que o que eles chamam de

“boas novas” é, para um budista, imoral. Insistem

em que para se alcançar uma justiça verdadeira

neste mundo, é preciso pagar por cada pecado!

Dizer que não temos de pagar pelos nossos

pecados, portanto, é algo ofensivo para eles. Em

busca de respostas para essas objeções, alguns

missionários chegaram à conclusão de que a

refutação dos budistas é o ponto perfeito para

dali começarem a contar a história de Jesus. O

pecado foi pago por Ele — e a um preço terrível!

Em escala mundial, a justiça foi feita! Na cruz,

Deus não estava fechando os olhos para o pecado;

Ele estava insistindo para que se pagasse total-

mente pelo pecado. Esta é a nossa mensagem de

justiça.

Hoje as pessoas têm uma visão destrutiva e

diferente do pecado. O pecado é ignorado,

negado, justificado, explicado e reduzido a “algo

de menor valor”. Tratar o pecado dessa maneira

não é, de maneira alguma, tratá-lo. O pecado é

real e destrói — quer o reconheçamos quer não!

É preciso que se pague pelos pecados cometidos!

Todos nós merecemos uma sentença de morte.

As boas novas são que Jesus morreu no nosso

lugar, aceitando em Seu próprio corpo o castigo

pelos nossos pecados!

Colossenses 1:21–23

“E a vós outros também que, outrora,

éreis estranhos e inimigos no entendimento

pelas vossas obras malignas, agora, porém,

vos reconciliou no corpo da sua carne,

mediante a sua morte, para apresentar-vos

perante ele santos, inculpáveis e irrepreen-

síveis, se é que permaneceis na fé, alicer-

çados e firmes, não vos deixando afastar da

esperança do evangelho que ouvistes e que

foi pregado a toda criatura debaixo do

céu…”


CONCLUSÃO

Alguém tem que pagar! A tragédia de Abi-

meleque nos faz lembrar que alguém vai pagar.

Pode levar anos, e pode ser no juízo final, mas

alguém vai pagar. Demos graças a Deus porque

os cristãos podem humildemente e com gratidão

declarar ao mundo: “Jesus pagou pelos nossos

pecados!”





Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal