A supervisão Pedagógica na Escola: Uma Reflexão Sobre a Estratégia Para Programação Criativa do Processo de Ensino-Aprendizagem. Caso da Escola Primária Completa de Muthita (2018-2019)


O contributo da Supervisão pedagógica no processo de ensino - aprendizagem



Baixar 94.64 Kb.
Página9/30
Encontro09.07.2022
Tamanho94.64 Kb.
#24185
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   ...   30
monografia gomes 2020 outubro apa
1.3. O contributo da Supervisão pedagógica no processo de ensino - aprendizagem
A importância de qualquer actividade que é desenvolvida em todas as esferas da sociedade reside na utilidade que essa actividade tem para a melhoria da condição social da mesma sociedade. Só é útil a actividade que tem por finalidade trazer melhoria do bem-estar.
Para a supervisão escolar, como actividade desenvolvida no âmbito educacional, a sua importância reside no facto de ser uma actividade que se realiza com o fito de identificar as possíveis falhas na aprendizagem. Para daí apontar caminhos para a sua melhoria.
A supervisão, como nos ensina Andrade (1976, p. 116), desempenha um papel muito importante na integração da escola com a comunidade. Para ele, a ideia da integração da escola na comunidade através de uma supervisão escolar responsável, permite que haja uma confluência de pontos de vista e de conclusões das ideias mais actuais sobre educação.
Como nos ensina Libanêo (2002), quanto a importância da supervisão escolar, A coordenação pedagógica deve ser lembrada como um produto genuíno da pedagogia nova, por onde se formalizou sua conotação de mentora na escola, do enfoque psicológico estrito da educação. Não é preciso muito esforço para chegar a uma definição - padrão de suas atribuições; um serviço que ocupa da coordenação pedagógica escolar voltada a orientação dos professores e alunos, visando ao desenvolvimento de suas potencialidades.
Portanto, com este autor conclui-se que a supervisão e o supervisor escolar são entidades indispensáveis para o bom rendimento escolar. A supervisão serve de motor de avanço do ensino. Ela age como oleiro do processo, preocupada em identificar possíveis falhas e procurar suste-las. Com uma boa supervisão pedagógica ou escolar estão garantidos os objectivos do ensino.
Nestes termos, Alarcão e Tavares (1987, p. 34), defendem que as dimensões da supervisão pedagógica são as que fornecem uma orientação da prática docente ao professor através de uma monitorização na formação ao candidato a professor na sua formação de base numa perspectiva de ensinar.
É a supervisão pedagógica tem de identificar todos os factores de insucesso escolar e definir de forma clara quais os mecanismos a adoptar de forma a inverter a situação.
A ausência da supervisão pedagógica é a causa de baixos índices de aproveitamento escolar que o nosso país regista. (Greia, 1990)
Há que desenvolver acções concretas de modo a reverter esta situação negativa. E a supervisão escolar mostra-se importante para tal, pois é através dela, que os professores têm a possibilidade de expor as suas dificuldades e dos supervisores e dela encontrar os mecanismos de superação.
Deste modo, pensar num processo de melhoria da escola implica o envolvimento, partilha, colaboração e responsabilização dos professores em tarefas respeitantes ao desenvolvimento curricular, bem como tomadas de decisão colectivas, que têm em vista a compreensão e resolução dos problemas reais daquele contexto e as necessidades e progresso dos alunos. Assim, uma supervisão contextualizada, isto é, centrada nos problemas mesmos problemas, e promover um desenvolvimento profissional ancorado e sustentado num desenvolvimento organizacional. (Formosinho, 2002, P. 13 as cited in Santos e Brandão, 2009, P. 90).
Portanto, uma supervisão escolar que envolve o professor mostra-se responsável e consequente, na medida em que inclui na sua acção o elemento chave no processo de ensino aprendizagem. Aliás, o professor é a ponte entre o aluno e o saber. O aluno precisa do professor para alcançar o saber, tendo em conta que este é que o decifra para melhor captação pelo aluno. O seu envolvimento na supervisão escolar é uma mais-valia, pois permitirá que este recicle os seus métodos de ensino devido ao aviso que terá do supervisor sobre quais as falhas que ele esteja a cometer.
Como afirma Greia (2013), é através das interacções que aí se estabelecem e da investigação e reflexão sobre as práticas que os professores aprendem e se desenvolvem pessoal e profissionalmente. Nesse complexo processo de melhoria da qualidade do contexto, educadores e todos os participantes do processo de ensino - aprendizagem formam-se e são formados. Esta análise tem em conta a articulação teoria - prática, encarando o professor como um investigador e profissional da prática que, no seu contexto de trabalho, através da partilha e reflexão dos problemas reais que aí existem, forma e é formado quando procura soluções para esses problemas. Esta forma questionadora e sustentada de olhar a prática permite ensinar e aprender de forma eficaz e melhorar a qualidade da intervenção.

Baixar 94.64 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   ...   30




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal