A missão no coraçÃo da ordem


- “Partir”: sinal da missão



Baixar 248.22 Kb.
Página7/20
Encontro08.10.2019
Tamanho248.22 Kb.
#100
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   ...   20
1.7 - “Partir”: sinal da missão - Na definição de missão está claramente o “partir”. As nossas Constituições definem o serviço do missionário como anúncio da Boa Nova aos que não creem em Cristo e como serviço às “jovens Igrejas” (Const 174, 5-6). Hoje porém, as “jovens Igrejas” já amadureceram e assumiram um rosto puramente local. Do mesmo modo as nossas fraternidades se enriqueceram de irmãos oriundos das comunidades cristãs locais. No atual processo de revisão das nossas Constituições será necessário ter presente estas mudanças e fazer a devida atualização nesse sentido.

Hoje o ser missionário significa ser aquele que leva o Evangelho, trabalhando para que o Reino encontre terra fértil para crescer. O horizonte missionário compreende além dos que ainda não conheceram o Evangelho, também aqueles que o esqueceram ou abandonaram. Missionário no sentido estrito é aquele que parte para um outro país, abraça a nova cultura empenhando-se em aprender a língua. Pondo-se totalmente a serviço da causa do Reino, o missionário torna visível a universalidade da Igreja e revela a força inovadora do Evangelho de Cristo, que como tal não conhece fronteiras.

Se a exigência da missão é ir ao encontro de quem não conhece ou abandonou o Evangelho, para o frade menor capuchinho isso implica em ir lá onde ninguém está disposto a ir! E para isso é preciso ter um coração inflamado pelo amor de Deus e do homem.



Baixar 248.22 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   ...   20




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal