A missão no coraçÃo da ordem



Baixar 84.82 Kb.
Página1/20
Encontro08.10.2019
Tamanho84.82 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   20



Carta do Ministro Geral

Fr. Mauro Jöhri OFMCap

A MISSÃO NO CORAÇÃO DA ORDEM


29 de novembro de 2009

© Copyright by:

Curia Generale dei Frati Minori Cappuccini

Via Piemonte, 70

00187 Roma

ITALIA


 

tel. +39 06 420 11 710

fax. +39 06 48 28 267

www.ofmcap.org

 

Ufficio delle Comunicazioni OFMCap



info@ofmcap.org

Roma, A.D. 2016 



Sommario


A MISSÃO NO CORAÇÃO DA ORDEM 1

CARTA CIRCULAR A TODOS OS FRADES DA ORDEM SOBRE A MISSÃO 5

A missão no coração da Ordem 5

I. Uma gloriosa história a contar 5

II. Para continuar uma história. 12

III. Conclusão. 18


I. Uma gloriosa história a contar 5

II. Para continuar uma história. 11

III. Conclusão. 16





























































CARTA CIRCULAR A TODOS OS FRADES DA ORDEM
SOBRE A MISSÃO




A missão no coração da Ordem


(Prot. N. 00782/09)

I. Uma gloriosa história a contar


1.1 - Um sonho que leva longe - “Eu quero partir, quero ir bem longe!” O jovem camponês apoiara o braço no cabo da enxada e dirigia o olhar ao longe, bem além do horizonte de suas terras. Ao pai que o observava e questionou, respondeu: “Os nossos campos são grandes, a família é numerosa e unida. Mas eu sinto que isto não me basta. Um dia eu partirei. Quero ser missionário”.1

Dizendo sim à vocação, o jovem Lorenzo deixou sua casa para entrar na ordem dos frades capuchinhos que lhe deram o nome de Guglielmo. Mais tarde ele encontrou o Papa Gregório XVI que o designou para a missão entre os Gala, povo da longínqua Etiópia, ao qual ele dedicaria todas as suas energias. Viveu entre eles por bons 35 anos enfrentando toda sorte de provas e de adversidades. Por isso, se pode afirmar tranquilamente que em sua vida deu-se a realização da Palavra do Senhor aos seus discípulos: “Não haverá ninguém que tenha deixado casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos ou campos por minha causa e por causa do Evangelho, que não receba cem vezes mais agora, no tempo presente... com perseguições, e no futuro a vida eterna (Mc 10, 29-30).

São passados 200 anos do nascimento do missionário capuchinho Cardeal Guglielmo Massaia, e neste aniversário somos convidados a interrogar-nos: “Quanto é forte em mim o desejo de partir como o jovem Massaia e ir além do meu campo? Até que ponto é forte na minha/nossa fraternidade capuchinha o desejo de ser missionário? O que estou/estamos dispostos a dar para revigorar a nossa missão no mundo?”.




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   20


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal