A linguagem escrita na educaçÃo infantil: orientaçÕes curriculares e cenas cotidianas



Baixar 71.95 Kb.
Página2/7
Encontro21.08.2021
Tamanho71.95 Kb.
#16828
1   2   3   4   5   6   7
Palavras-chave: Linguagem escrita, Educação infantil, práticas docentes.

INTRODUÇÃO

No quintal a gente gostava de brincar com palavras mais do que de bicicleta. Principalmente porque ninguém possuía bicicleta. A gente brincava de palavras descomparadas. [...]

(MANOEL DE BARROS)

Manoel de Barros gostava de brincar com palavras e para as crianças essa é uma das principais formas de interação com outras crianças e adultos. Assim, elas (as crianças) se constituem sujeitos de linguagem e desde muito cedo estão imersas em uma cultura marcada pela escrita.

Galvão (2016, p.17) nos ajuda a compreender a cultura escrita como “[…] o lugar – simbólico e material – que o escrito ocupa em/para determinado grupo social, comunidade ou sociedade”. E que esse lugar oportuniza as crianças “significar o mundo, apreendê-lo, produzi-lo, torná-lo vivível para o outro” (GALVÃO, 2016, p.26).

Considerando a importância da cultura escrita em nossa sociedade, objetivamos discutir o trabalho pedagógico com a linguagem escrita no contexto de uma instituição pública de Educação Infantil. De natureza qualitativa (BOGDAN; BIKLEN, 1994), este estudo é parte um projeto de iniciação científica, na qual utilizamos como instrumento o diário de campo4, para registrar as observações realizadas em duas salas de aula com crianças entre 2 e 3 anos.

Nesse primeiro momento, discutiremos a linguagem escrita a partir das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil – DCNEI (BRASIL, 2009) e da Base Nacional Comum Curricular para a Educação Infantil (BRASIL, 2017). Na segunda parte, partindo de cenas cotidianas, discutiremos o lugar da linguagem escrita em uma instituição de Educação Infantil.




Catálogo: media -> doity -> submissoes
submissoes -> EmancipaçÃo política de alagoas: história, historiografia e problemas Ana Cláudia Pereira de Oliveira1
submissoes -> Thomaz do bomfim espíndola e o pensamento geográfico em alagoas na última metade do século XIX: alguns apontamentos acerca dos conceitos e categorias norteadores da investigaçÃo pedro Henrique Nunes Silva1 Orientador
submissoes -> Seringueiros do Médio Solimões: fragmentos e memórias de vida e trabalho Tugboats of the Middle Solimões: fragments and memories of life and work
submissoes -> Religião e política: a influência dos puritanos na política da inglaterra do século XVII
submissoes -> Os Sentidos de Lugar e os Lugares de Sentido da Música Popular como Patrimônio Cultural na Cidade
submissoes -> José rodrigues vieira netto: intelectual orgânico, professor brilhante, advogado perseguido, cidadão sem direitos (1945-1973)
submissoes -> Conexão fametro 2017: arte e conhecimento XIII semana acadêmica issn: 2357-8645

Baixar 71.95 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal