A invenção dos Alcoólicos Anônimos: alcoolismo e subjetivação Raul Max Lucas da Costa I



Baixar 251.35 Kb.
Pdf preview
Página1/10
Encontro08.10.2019
Tamanho251.35 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10


ARTIGOS

Arquivos Brasileiros de Psicologia; Rio de Janeiro, 70 (3): 21-34

21

A invenção dos Alcoólicos Anônimos: alcoolismo 



e subjetivação

Raul Max Lucas da Costa

I

 

Leonardo Danziato

II

A invenção dos Alcoólicos Anônimos: alcoolismo e subjetivação



RESUMO

O surgimento do alcoolismo como categoria médica no final século XIX foi contem-

porânea as intervenções médicas nas massas populacionais urbanas. Mais adiante, 

os Alcoólicos Anônimos (AA) surgem como uma irmandade com o propósito de 

tratar a “doença alcoólica” partindo de preceitos metódicos e espiritualistas. Este 

artigo objetiva discutir a constituição histórica e genealógica dos AA, destacando 

seus efeitos subjetivos em torno da categoria alcoolismo. Empreendemos um estudo 

bibliográfico utilizando a produção escrita dos AA, analisando os dados a partir da 

perspectiva foucaultiana. Constatamos que os AA individualizaram o diagnóstico de 

alcoolismo, até então concebido como uma doença social. Concluímos que os AA 

reformularam a concepção de doença alcoólica dando-lhe uma conotação subjetiva 

e  inauguraram  uma  terapêutica  pragmática  cujo  efeito  foi  uma  nova  construção 

identitária calcada em uma moral de vida.




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal