A ideia de colonização africana versus projeto de colonização europeia na imprensa da corte: 1854-1860



Baixar 127.5 Kb.
Página10/11
Encontro17.03.2020
Tamanho127.5 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11
O Tempo Saquarema. São Paulo: Hucitec, 2011.

MOREL, Marco & BARROS, Mariana Monteiro de. Palavra, imagem e poder: o surgimento da imprensa no Brasil no Brasil do século XIX. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

MOTTA, Márcia Maria Menendes. Nas fronteiras do poder: conflito e direito à terra no Brasil do século XIX. Rio de Janeiro: Vício de Leitura – Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro, 1998.

NEVES, Lúcia Maria Bastos Pereira das & MACHADO, Humberto Fernandes. O Império do Brasil. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

PARRON, Tâmis. A política da escravidão no Império do Brasil, 1826-1865. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

SODRÉ, Nelson Werneck. A História da Imprensa no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1966.



1* Mestrando do PPGH/Universo, orientado pela Prof.ª Drª Marieta Pinheiro de Carvalho, bolsista PROSUP/CAPES, e-mail: alessandromendonca.reis@gmail.com O termo aijesu não faz mais parte dos dicionários de língua portuguesa atuais. No entanto, encontramos o verbete sobre seu significado no Dicionário da Língua Brasileira de 1832 de autoria de Luiz Maria da Silva Pinto, publicado pela Thypografia de Silva em Ouro Preto. No verbete diz o seguinte: Aijesu, Termo que significa mimoso, querido em extremo. Podemos compreender então que o título dado pelo periódico é pertinente, pois tratava-se de um assunto estimado e importante na sua concepção.

2 A edição do jornal O Instictuto de 03/01/1840 disponível em: Acesso em: 10/11/2016.

3 PARRON, Tâmis.



Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal