A história da Radioterapia no inca



Baixar 37.7 Kb.
Pdf preview
Página2/5
Encontro30.04.2021
Tamanho37.7 Kb.
1   2   3   4   5
Osolando Machado, Chefe da Seção de

Radioterapia do Instituto de Câncer, à época.

Em 23 de agosto de l957, com a mudança

do Instituto de Câncer para o novo prédio

localizado na Praça da Cruz Vermelha, nº 23,

cuja inauguração contou com a presença do

Presidente Juscelino Kubitschek, a Seção de

Revista Brasileira de Cancerologia, 2000, 46(3): 305-07




306

Radioterapia passou a contar com quatro

aparelhos de roentgenterapia profunda, dois

de roentgenterapia superficial e duas unidades

de cobalto-60, além de radium em tubos e

agulhas, aparelhagem para dosimetria e uma

ampla oficina de moldagem.

Em 28 de janeiro de 1961, pelo Decreto

nº 50.251, o Instituto de Câncer (IC) a que

passa a ter a denominação de  Instituto

Nacional de Câncer (INCa).

Nesse ano, o já Serviço de Radioterapia

do INCA, passou a ser onde o Dr. Osolando

Júdice Machado exercia a Cátedra de Pós-

Graduação em Radioteraia, pela Pontifícia

Universidade Católica do Rio de Janeiro,

tendo como professores adjuntos os doutores

Oswaldo dos Santos Pereira e  Adalberto Silva.

A gestão do Dr. Moacyr  Alves dos Santos

Silva no cargo de Diretor do Serviço Nacional

de Câncer e do Dr. Francisco Fialho, como

Diretor do Instituto Nacional de Câncer, de

1962 a 1967, foi considerada uma das

melhores  fases para o INCa. Nela, inicia-se

a construção do bloco anexo, composto de

oito pavimentos, onde seriam instalados

setores diversos, incluindo-se o novo Serviço




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal