A guerra da Arte


RESISTÊNCIA E INFELICIDADE



Baixar 0.57 Mb.
Pdf preview
Página14/54
Encontro07.07.2022
Tamanho0.57 Mb.
#24164
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   54
A Guerra da Arte - Steven Pressfield
RESISTÊNCIA E INFELICIDADE
Como a Resistência se apresenta?
Primeiro, na forma de infelicidade. Sentimo-nos muito mal. Um terrível
tormento permeia tudo. Estamos entediados, estamos inquietos. Não
conseguimos sentir prazer em nada. Há um sentimento de culpa cuja origem
não conseguimos identificar. Queremos voltar para a cama; queremos
levantar e ir farrear. Sentimo-nos desprezados e desprezíveis. Sentimo-nos
desgostosos. Detestamos nossas vidas. Detestamos a nós mesmos.
Sem _ trégua, a Resistência avoluma-se em um grau insuportável. Nesse
ponto, surgem os vícios. Drogas, adultério, navegação na Internet.
Além desse ponto, a Resistência torna-se clínica. Depressão, agressão,
disfunção. Em seguida, o verdadeiro crime e a autodestruição física.
Soa como a própria vida, eu sei. Mas não é. É Resistência.
O que a torna enganadora é que vivemos em uma cultura de consumo,
que é extremamente cônscia dessa infelicidade e que concentra toda uma
artilharia de perseguição do lucro na sua exploração. Vendendo-nos um
produto, um remédio, uma distração. John Lennon escreveu certa vez:
Bem, vocês se acham tão espertos.
Tão independentes e livres,
Mas, no que me diz respeito,
Não passam de malditos caipiras.*
_______________________________________________________________
No original em inglês, “Well, you think you’re so clever / and classless and free / But you’re all
fucking peasants / As far as I can see.”


Como artistas e profissionais, é nossa obrigação realizar nossa própria
revolução interna, uma insurreição particular no interior de nosso próprio
crânio. Com esse levante, nos libertamos da tirania da cultura de consumo.
Derrubamos a programação da propaganda, filmes, videogames, revistas, TV
e MTV, pelos quais fomos hipnotizados desde o nascimento. Desligamo-nos
da rede elétrica ao reconhecer que nunca curaremos nossa inquietação
enquanto continuarmos a contribuir com nossa renda disponível para os
lucros da Empulhação S/A., mas somente ao realizarmos nosso trabalho.



Baixar 0.57 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   54




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal