7ª e diç Ão atu aliz ada e a mp liada Atividade Física, Saúde Qualidade de Vida


Recomendações para a Prática de Atividade Física para a Saúde



Baixar 6.47 Mb.
Pdf preview
Página99/244
Encontro04.08.2022
Tamanho6.47 Mb.
#24480
1   ...   95   96   97   98   99   100   101   102   ...   244
ATIVIDADE FÍSICA, SAUDE E QUALIDADE DE VIDA
Recomendações para a Prática de Atividade Física para a Saúde
Segundo o Centro de Prevenção de Doenças e o Colégio Americano de Medi-
cina do Esporte dos EUA (Pate et al., 1995):


C
a p
. 7 – p
r o M o ç ã o
d a
a
t i V i d a d E
F
í s i C a
: i
n d i V í d u o s
, G
r u p o s
E
s p E C i a i s
E
C
o M u n i d a d E s
152
Todo adulto deve acumular 30 minutos ou mais de atividades físicas mo-
deradas na maioria dos dias da semana, ou diariamente, de preferência.
Segundo o Relatório do Surgeon General (USDHHS, 1996):
O gasto energético semanal em atividades físicas deve ser superior a 1.000 
kcal ou aproximadamente 150 kcal por dia (para um adulto de 70 kg).
Em 2008 essas recomendações foram atualizadas, ficando assim descritas:
Para obter benefícios substanciais à saúde, todo adulto deve acumular 
ao longo da semana 150 a 300 minutos de atividades físicas de inten-
sidade moderada (3-6 METs); 75 a 150 minutos de atividades físicas 
vigorosas (>6 METs); ou a combinação dessas atividades em três ou 
mais dias da semana.
A combinação de atividades físicas moderadas e vigorosas pode ser so-
mada do seguinte modo, recomendando-se que fique entre 150 e 300 minutos, 
e distribuída em três ou mais dias da semana:
AF semanal = (minutos de AF moderada) + 2 (minutos de AF vigorosa).
Por exemplo: uma pessoa que pratique futebol uma vez por semana (60 
minutos de AF vigorosa) e saia para caminhar (45 minutos de AF moderada) 
em outros três dias da semana, acumularia:
(135 min de AF moderada) + 2 (60 min de AF vigorosa) = 255 min.
Na perspectiva da saúde pública diversos especialistas têm utilizado o con-
ceito de níveis insuficientes de atividade física como parâmetro de referência 
para diagnósticos e avaliação de intervenções em atividade física. No grupo de 
atividade física insuficiente são incluídos aqueles considerados inativos e pouco 
ativos, assim definido: (1) para crianças e adolescentes, considera-se insufi-
ciente o acúmulo diário de atividades físicas moderadas a vigorosas inferior a 
60 minutos em cinco ou mais dias da semana (ou 300 minutos/semana); (2) 
para adultos em geral (18 anos ou mais), o nível é definido como insuficiente 
quando for inferior a 150 minutos de atividades físicas moderadas por semana, 
ou equivalente (combinação de atividades moderadas e vigorosas).


153
A
t i v i d A d e
F
í s i c A
, s
A ú d e
e
Q
u A l i d A d e
d e
v
i d A
Deve-se destacar que a prescrição de exercícios, na forma tradicional – 3 a 
5 sessões de 20 minutos ou mais, de exercícios vigorosos por semana – é per-
feitamente adequada para o desenvolvimento da aptidão física e a promoção 
da saúde. As recomendações acima representam doses suficientes de atividades 
físicas para que se possa derivar benefícios para a saúde; mas, pela relação 
existente de dose-resposta, sabe-se que doses um pouco maiores de atividade 
física podem produzir melhores resultados para a aptidão física e a saúde. As 
evidências de estudos epidemiológicos e experimentais permitem concluir que 
as doses ideais de atividades físicas semanais (trabalho + transporte + lazer 
+ atividades domésticas) deveriam promover um gasto calórico semanal entre 
2.000 e 3.500 kcal, para adultos jovens. É claro que isto não é conseguido pela 
grande maioria das pessoas, sendo, então, importante partir da recomendação 
mínima, que pode mais facilmente ser atingida, representando uma mudança 
importante na direção de um estilo de vida ativo e saudável.

Baixar 6.47 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   95   96   97   98   99   100   101   102   ...   244




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal