54a56-130-pesquisa-plantas


Protagonistas discretos –



Baixar 30.31 Kb.
Pdf preview
Página3/5
Encontro17.03.2020
Tamanho30.31 Kb.
1   2   3   4   5
Protagonistas discretos –

Apesar de essenciais para a

vida das plantas, ainda se sabe pouco sobre como os estô-

matos funcionam. Os livros escolares dizem que eles se

abrem durante o dia para absorver gás carbônico, que será

transformado em energia pelo processo da fotossíntese.

Mas o problema enfrentado pelas plantas é que elas per-

dem água através dos poros abertos, fenômeno conheci-

do como transpiração. Por isso, o perigo de ressecamen-

to obriga a planta a fechá-los nas horas mais quentes. O

mesmo valeria para quando não é possível fazer fotossín-

tese, que requer luz solar, mas novos dados põem em dú-

vida essa visão. “Havia um dogma de que as plantas fe-

cham os estômatos durante a noite, mas agora estamos

vendo que a história é outra”, diz Rafael Oliveira, botâni-

co do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena)

da Universidade de São Paulo (USP) em Piracicaba.

Estudos recentes sugerem que os estômatos podem ser

uma alternativa às raízes na absorção de água. Stephen

Burgess e Todd Dawson, da Universidade da Califórnia

em Berkeley, Estados Unidos, demonstraram em 2004 que

Superfície de uma folha vista ao microscópio: estômatos

cumprem funções vitais para as plantas

RE

VIS



T

NATURE



54a56-130-pesquisa-plantas  11/29/06  5:11 PM  Page 55


as sequóias californianas bebem água pelas folhas. Ainda

não está provado que os estômatos sejam os sorvedou-

ros nesse caso, mas Rafael Oliveira, da USP, acredita que

essa é a hipótese mais plausível. Os outros mecanismos

considerados seriam, segundo diz, mais lentos do que ele

e seus colegas observaram.

Oliveira fez seu doutorado no laboratório de Dawson,

e investiga se no Brasil acontece o mesmo que foi desco-

berto nas sequóias. Seus estudos têm mostrado que as plan-

tas do Cerrado e da Amazônia também absorvem água pe-

las folhas. O botânico acredita que o mecanismo seja uma

resposta generalizada das plantas à disponibilidade de água

no ambiente. O caso das sequóias é exemplar, pois são ár-

vores de grande porte que vivem numa região com meses se-

guidos de estiagem, com uma neblina espessa diária duran-

te esse período. Há mais água no ar do que no chão, portan-

to. Para verificar como a água entra nas folhas, será preci-

so fazer experimentos em laboratório, como usar substâncias

que induzam o fechamento dos estômatos e comparar a ab-

sorção de água foliar com a de plantas não manipuladas.






Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal