54a56-130-pesquisa-plantas



Baixar 30.31 Kb.
Pdf preview
Página1/5
Encontro17.03.2020
Tamanho30.31 Kb.
  1   2   3   4   5


uando chegam às plantas, as bactérias

Pseudomonas syringae logo procuram

portas abertas por onde possam entrar e

causar lesões nas folhas e nos ramos. As

portas são os estômatos, poros micros-

cópicos que têm a capacidade de se abrir

ou fechar. Mas a planta detecta o inimi-

go e rapidamente bloqueia suas entra-

das. Com as portas fechadas as bacté-

rias não têm como entrar, mas não de-

sistem. Elas descobrem a chave para

abri-las e atacar sua vítima.

Parece uma batalha de ficção científica, mas é real. Fe-

char os estômatos é uma resposta inata das plantas que

restringe a invasão por bactérias. A função imunológica

era desconhecida para essas estruturas responsáveis por

trocas gasosas e transpiração das plantas. A descoberta foi

feita pela bióloga brasileira Maeli Melotto, atualmente

contratada como pesquisadora associada na Michigan

State University (MSU), Estados Unidos. “Os estômatos

representam a primeira barreira contra a infecção bacte-

riana, e uma substância liberada pelas bactérias, a coro-

natina, bloqueia essa defesa”, resume Maeli, primeira au-

tora do artigo publicado na edição de setembro da revis-

ta científica Cell com esses resultados.

O achado é um passo importante no conhecimento

sobre os estômatos. O mecanismo de defesa na superfí-

cie das folhas era até desconhecido em grande parte por

causa do método de inoculação, o mais comum nos labo-

ratórios. Para estudar o sistema imunológico vegetal, pes-

quisadores injetam o agente infeccioso (vírus ou bacté-

rias) diretamente dentro da folha. A busca de Maeli foi

impulsionada pelas observações de outros pesquisado-

res feitas há dez anos, que mostraram a ineficácia de al-

gumas bactérias em causar infecção quando inoculadas

na superfície das folhas, em vez de em seu interior. “Co-

mo em condições de laboratório as bactérias só entram

nas folhas pelo estômato, comecei a estudar se eram eles

que protegiam as folhas contra a invasão”, conta.






Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal