500 dias sem você



Baixar 0.66 Mb.
Pdf preview
Página1/38
Encontro01.08.2022
Tamanho0.66 Mb.
#24418
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   38
500-dias-sem-voce-1





500 Dias sem Você © Samantha Silvany, 05/2019
Edição: © Crivo Editorial, 05/2019
Edição: Haley Caldas e Lucas Maroca de Castro
Projeto gráfico e diagramação: Haley Caldas
Foto da autora na orelha da quarta capa: @nikoletamakeup; @mi.kahair
Revisão: Amanda Bruno de Mello
Curadoria da Coleção Compartilha: Fernando Suhet
Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) de acordo com ISBD
S586q Silvany, Samantha
500 Dias sem você / Samantha Silvany. - Belo Horizonte: Crivo Editorial,
05/2019.
200 p.; 14cm x 21cm.— (Coleção Compartilha; v.1) Inclui índice.
ISBN: 978-85-66019-95-7
1. Amor-próprio. 2. Autoestima. 3. Autoconhecimento. 4. Relacionamentos. I.
Título. II. Série.
CDD 158.1
2019-618
CDU 159.947
Elaborado por Vagner Rodolfo da Silva - CRB-8/9410
Índice para catálogo sistemático:
1. Autoestima 158.1
2. Autoestima 159.947
Crivo Editorial
Rua Fernandes Tourinho, 602, sala 502
30.112-000 - Funcionários - Belo Horizonte - MG
www.crivoeditorial.com.br
contato@crivoeditorial.com.br
facebook.com/crivoeditorial


instagram.com/crivoeditorial


“Eu te amo, bem longe de mim.”
1º dia
Eu sou uma pessoa apaixonada por você, mas que te odeia. A verdade é essa.
Você me leva ao extremo, me tira do sério. Você me intoxica, é meu veneno
disfarçado de cura.
Eu sou uma pessoa completamente louca por você, mas que não suporta nem
mais um dia desse jeito: identificando as entrelinhas, colecionando detalhes,
sempre com medo de avançar o sinal, de te afastar de mim por um descuido
bobo.
Eu te amo do fundo do meu coração, mas você fez com que eu não me
reconhecesse mais. Eu não sei mais o que consertar, mudar ou aceitar pra te
fazer bem porque já nem lembro do bem que você me fez. E cada dia que
passa eu me sinto ainda mais incapaz, nadando contra a maré; mas meus
braços estão cansados. Meu corpo inteiro está cansado.
Eu quero descansar. Quero uma pausa, uma trégua.
Eu amo tanto você que fiz de tudo pra aguentar isso, mas eu odeio o que você
faz comigo. Você me enlouquece, traz à tona o pior do meu ciúme. Eu não
quero te perder – e só de pensar nisso me tremo por inteiro – mas não consigo
me manter ao seu lado. Perco a cabeça com sua presença e fico carente com
sua ausência.
Quero ir pra sua casa, te esperar na beira da cama de dedos cruzados pra que
você se esqueça que já desistiu de mim. Quero que me aceite de volta. Mas
você sabe que eu não mudei nadinha. Nem você.
Eu te amo, mas detesto você com todas as minhas forças. Não suporto
quando aumenta seu tom de voz, quando interpreta errado o que eu digo,


quando não quer discutir comigo. Odeio a forma como você me olha quando
eu te faço rir. Só Deus sabe o quanto eu acho lindo te ver assim! Eu odeio o
quanto fico feliz por suas conquistas, odeio quando comemoro suas vitórias
como se fossem minhas. E odeio quando você, no auge da minha raiva, me
cala e se declara, porque eu te amo mais ainda!
E quando você não diz nada e não sai do meu lado, eu tenho pavor do quanto
meu coração bate acelerado e se rende em seus braços. Eu não te faço mais
bem e você não tem noção do mal que me faz. Mas sou alguém que, de tão
apaixonado por ti, não consegue guardar nem uma pontinha de raiva, nem
sequer pra fazer birra de criança mimada.
E se eu te ligar implorando por mais uma chance, te fazendo promessas, te
dizendo tudo aquilo que você quer ouvir, por favor, me deixe ir. Eu amo tanto
você que perco completamente o juízo, que esqueço do orgulho e só tento em
vão resgatar o lado bom de nós dois.
Você é meu inferno de Dante, meu apocalipse interno. Você foi a melhor
pessoa que eu já conheci e a pior coisa que já me aconteceu. E eu me
apaixonei completamente por sua loucura. Será que quem perdeu a sanidade
fui eu? Sei que fiz a escolha certa ao desistir, mas meu coração me trai e te
suplica amor em silêncio. E eu tento me convencer que, a cada dia a mais
sem você, estou me aproximando de mim.
Eu amo tanto você que precisei ir embora, desviar do teu caminho, ignorar
tua importância. Eu odeio tanto você que me afastar de ti foi a minha maior
prova de amor próprio. Qualquer relação que custe a nossa paz é muito cara.
Você não vale a pena e tampouco vale mais do que eu. Eu te amo, bem longe
de mim.



Baixar 0.66 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   38




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal