2 referencial teórico-metodológico


Referencial metodológico e procedimentos



Baixar 0.83 Mb.
Pdf preview
Página6/18
Encontro24.07.2022
Tamanho0.83 Mb.
#24345
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   18
4533 Chesler
2.2 Referencial metodológico e procedimentos 
O episódio em Ruanda foi um dos piores massacres ocorridos na história da 
humanidade e até hoje possui reflexos naquele país e, frequentemente, é lembrado quando se 
trata de assuntos referentes a desrespeito aos direitos humanos. Assim, o objetivo do trabalho 
é compreender o fato ocorrido naquele país e confirmar sua relação com a atual postura de 
intervenção da ONU, ratificando o que é apresentado pela literatura. Dessa forma foi 
desenvolvido o trabalho de maneira exploratória, com a pesquisa bibliográfica e a confecção 
de um fichamento para a coleta de dados. 
Assim, com o intuito de entender este fato, foi elaborado o seguinte questionamento: 
qual foi a importância do genocídio em Ruanda para a mudança de postura da ONU e de seus 
países membros no que diz respeito ao seu modo de intervir em crises internas quando se trata 
de crimes contra os Direitos Humanos? 
Vários analistas consideraram o genocídio em Ruanda uma omissão histórica da 
comunidade internacional e da ONU. Esta postura foi muito criticada por outros países 
africanos, entidades humanitárias e pela imprensa internacional. 
1
MENDONÇA, 2013, p.324. 


14 
A hipótese levantada é: A inércia da comunidade internacional e da ONU resultou em 
cerca de 800 mil mortes deixando evidente a ineficácia das políticas de intervenção em 
situações de crimes contra os Direitos Humanos. Isso, junto à pressão da mídia, de países 
africanos e entidades humanitárias contra a ONU e seus países membros, resultaram em uma 
mudança de postura destes últimos para resolver situações semelhantes. 
O objetivo geral do estudo será analisar o massacre em Ruanda, abordando seus 
antecedentes, suas causas e suas consequências, tanto nacional quanto internacionalmente. Os 
objetivos específicos serão entender o genocídio, sua conceituação e as leis e convenções que 
o tornaram crime, além de conhecer a história do massacre em Ruanda. 
O procedimento metodológico adotado foi a pesquisa bibliográfica. No decorrer da 
elaboração do Projeto de Pesquisa foi observada a ausência de livros sobre o assunto que 
resultou na necessidade de procurar em outras fontes de informação na internet, como em 
Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), artigos científicos, revistas e jornais eletrônicos, que 
se mostraram em número suficiente e confiáveis. Como exemplo, destacam-se os artigos 
científicos da Universidade Estadual Paulista (UNESP), de Marina Gusmão de Mendonça; da 
Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), de Elisa Cristina Nolli e Charles Alexandre 
Souza Armada; da PUC-MG, de Danilo Ferreira da Fonseca; e a monografia de Jansen Alvim 
Chiganer, da Universidade Veiga de Almeida (UVA). 
Foi utilizado o fichamento como instrumento de coleta de dados, procurando reunir 
afirmações e relatos de pessoas que presenciaram o ocorrido e de repórteres e estudiosos que 
se dedicaram a apurar e entender o que ocorreu em Ruanda. Houve a tentativa de encontrar 
dados que permitissem explicar todos os objetivos propostos, tanto o geral, quanto os 
específicos. O critério de seleção adotado foi o da confiabilidade da fonte, procurando utilizar 
aqueles que vinham de instituições renomadas e de outros trabalhos acadêmicos que já 
haviam passado por uma criteriosa análise. 
Ao final do levantamento dos dados foi feita uma comparação entre a hipótese 
levantada com aquilo que a literatura afirmava, chegando-se a uma conclusão.


15 

Baixar 0.83 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   18




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal