1º Bimestre Distribuição dos objetos de conhecimento, habilidades e sugestões de práticas pedagógicas



Baixar 390.86 Kb.
Página10/26
Encontro17.03.2020
Tamanho390.86 Kb.
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   ...   26

Filmes


Canudos. Direção: Sérgio Rezende. Brasil, 1997, 170 min.

Cavalo de guerra. Direção: Steven Spielberg. Estados Unidos, 2012, 146 min.

Feliz Natal. Direção: Christian Carion. França, Reino Unido, Bélgica, Romênia, Alemanha, 2005, 116 min.

Projeto Integrador

Políticas públicas de saúde e os movimentos antivacina



Justificativa


O surto de febre amarela registrado no primeiro semestre de 2018 na região sudeste deu início a um debate que ocupou a imprensa e as redes sociais por vários meses: a vacina disponibilizada pelo governo nos postos de saúde seria segura? A notícia de que algumas pessoas haviam morrido em decorrência de reação à vacina impulsionou boatos de toda ordem e até teorias conspiratórias completamente inverossímeis. Inseguras, muitas pessoas se negaram a receber a vacina contra a febre amarela e preferiram correr o risco de contrair a doença. O caso preocupou as autoridades e chamou a atenção da opinião pública para uma tendência verificada nos últimos anos em parcelas da sociedade brasileira: a negação da vacinação. Esse comportamento, somado às falhas de cobertura das campanhas de imunização promovidas pelo Estado, tem colaborado tanto para o ressurgimento de doenças consideradas erradicadas no território nacional quanto para o aumento da incidência de enfermidades que estavam sob controle: o sarampo reapareceu com força em 2018, fazendo o Brasil correr o risco de perder o certificado de erradicação da doença concedido pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas); a campanha de vacinação contra a poliomielite precisou ser prorrogada porque em muitos municípios houve omissão das famílias, dificultando o alcance das metas estipuladas pelo Ministério da Saúde; o aumento do número de registros de raiva humana desde 2017 sugere que a cobertura da vacinação vem perdendo eficiência. Diante desse quadro, não se pode negar a importância de conhecer o contexto em que se desenvolveram as práticas sanitaristas no Brasil e os entraves sociais e políticos que elas encontraram, de difundir o conhecimento sobre as doenças que têm potencial epidêmico e seus métodos de imunização e de debater as atuais políticas públicas de saúde.

O presente projeto tem como objetivo recuperar a história da vacinação no país, traçando um paralelo entre a atualidade e a Revolta da Vacina, para que seja produzida uma campanha de conscientização envolvendo a comunidade escolar no debate sobre a importância social da imunização do indivíduo e sobre a urgência do combate às notícias falsas que grassam nas redes sociais, espalhando misticismos e prestando um desserviço para todo o Brasil.






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   ...   26


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal